Vasco da Gama 2 x 0 Flamengo

Vitória tranquilíssima sobre um Flamengo fraquíssimo. O Vasco nem precisou jogar bem para vencer seu adversário mais tradicional na Arena Manaus.

Fez um a zero em um de seus primeiros ataques e recuou para esperar o Flamengo e contra atacar. Com isso, acabou dando muito espaço para o Flamengo, principalmente nas costas de Julio César, constantemente ultrapassado por Rodinei e Marcelo Cirino. Os cruzamentos, perigosíssimos, nunca chegaram a encontrar Guerrero, não por serem malfeitos, mas pela total inoperância do “grande craque flamenguista”. Guerrero parece estar sempre um segundo atrasado em todos os lances que lhe chegam (ou não) aos pés. Definitivamente não vale a fortuna que recebe. Ou melhor… vale cada centavo 🙂

Na tv, discussões acerca da posição do Riascos, mas nenhum comentário sobre Wallace ter tirado a bola de dentro do gol com o braço. Por sorte, Andrezinho concluiu a jogada de fora da área e fez o gol.

No segundo tempo, o Vasco rapidamente fez dois a zero e liquidou o problema. Riascos recebeu a enésima bola, perdeu mais um gol feito mas contou com a ajuda de Wallace, que fez contra. Ainda houve tempo para Alan Patrick dar uma entrada criminosa em Pikachu e ser corretamente expulso. Com um pouco mais de esforço do time e um pouco menos de ruindade de Riascos, o Vasco teria goleado o Flamengo.

/+/

Não adiantou nada a palhaçada de quebrar o protocolo de entrada em campo e cravar uma bandeira do Flamengo no meio do campo de jogo. Semana passada, Rodrigo se recusou a apertar a mão de Fred e tomou uma chuva de críticas. Veremos o que a mesma imprensa dirá da atitude de Wallace. Nada, claro.

/+/

Como forma de penitência, assisti o jogo pela Globo, prestando bastante atenção nos comentários de Paulo César de Oliveira – que odeia o Vasco e Eurico Miranda – e Juninho. Quanto à arbitragem, vimos a marcação absurda de uma falta na entrada da área aos 40 minutos do segundo tempo. Até agora não consegui ter ideia do que poderia ter sido marcado. Paulo César se esforçou para inventar algo que pudesse tornar lícita a marcação. Não conseguiu.

Já Juninho… segue em sua tentativa de parecer neutro. Hoje, apesar dos desastrosos resultados dos últimos meses, Juninho reforçou que o plantel do Flamengo é muito melhor que o do Vasco. Elogiou as dez contratações importantes do Flamengo (Éderson Rodinei, Juan, Muralha, Cuellar, Mancuello etc) e disse que o problema é o pouco tempo para entrosar o time. Três meses já e o time ainda não entrosou. Enquanto isso, elogios à disciplina tática do Vasco. E só.

Acho que eu gosto de me irritar.

Bem, se não houver uma coincidência na Copa do Brasil, agora, mengão, só em 2017. Feliz Natal!

/+/

Foi muito curioso ver, essa semana, pessoas que defenderam com unhas e dentes a demolição de São Januário comemorarem o aniversário do nosso estádio. Devem imaginar que quem as lê não tem memória.