Uma goleada animadora

No início foi complicado. Mas bastou o segundo tempo para a equipe do Vasco deslanchar. E no final, uma goleada por 5 a 2 sobre o Volta Redonda pareceu exagerada. Afinal, tomamos o gol de empate deles com 1 minuto no segundo tempo e o jogo estava a se complicar entre esse gol e os 25 minutos do segundo tempo. Mas tudo deu certo no final.

No primeiro tempo, um jogo morno e sem maiores chances. O Volta Redonda exerceu uma marcação a partir de seu campo, fechando bem o meio, impedindo os avanços cruzmaltinos. E o jogo ficou chato,monótono. Nesse período, o Vasco não criou rigorosamente nada e permitiu a equipe da cidade do aço ter a primeira chance por volta dos 27 minutos, com Vandinho driblando Werley e chutando para a a defesa de Fernando Miguel. Quando parecia que o primeiro tempo terminaria no zero, aos 37, a primeira chance efetiva e o primeiro gol cruzmaltino: saída errada da defesa do Voltaço, Marrony aproveita o vão deixado entre os defensores adversários e penetra livre, tocando com categoria por cima de Douglas. E dois minutos depois, boa jogada do lateral Cáceres pela direita, driblando Bruno Barra e tocando de forma precisa para Dudu colocar a bola com categoria. Com 2 a 0 no placar, a equipe cruzmaltina ficou mais tranquila. Porém, como desgraça pouca é bobagem, aos 45 Cáceres faz falta na entrada da área; o lateral Luis Paulo cobra com categoria e desconta a diferença. Vamos para o intervalo com dois gols a um a nosso favor.

No segundo tempo, logo a 1 minuto e meio, o susto: Douglas Lima pega a bola na direita, dá um drible humilhante entre as pernas de Danilo Barcelos com uma facilidade impressionante. Após o drible, cruza na cabeça de João Carlos que empata o jogo. E Danilo Barcelos será o personagem do jogo. Após esse drible levado, o mesmo Danilo Barcelos fará um gol antológico aos 25 minutos: falta em Ribamar na direita de ataque. E Danilo Barcelos bate na bola de uma forma como se colocasse a bola com a mão, uma cobrança perfeita no ângulo. Fenomenal e um gol fundamental, pois até aquele momento, o Vasco se encontrava perdido em campo, tentando desempatar a partida. Herói e vilão, mas convenhamos: não dá para Danilo Barcelos ser lateral, essa é que a verdade. Como um jogador bom na bola parada e cruzamentos, seria mais oportuno ele disputar vaga no meio com o Galhardo e Bruno Cesar. De lateral não tem condições. E dois minutos depois aos 27, o quarto gol em jogada pela direita de Thiago Galhardo, e a bola vai na direção de Marrony, que completa com o pé direito fazendo 4 a 2 Vasco. E aos 37, viria o quinto com Lucas Mineiro, recebendo um passe açucarado de Cáceres e tocando com categoria, de pé direito, sem chances para Douglas, completando a goleada.

Com o resultado de ontem, o Vasco é um dos times 100% na competição, o outro é o Boavista, de Saquarema. Falta o jogo Americano x Fluminense, para completar a rodada para ver. Se o Americano vencer, também fica em 100% de aproveitamento no grupo. Mas temos um início melhor do que se esperava. Com 6 gols marcados e 2 sofridos, temos o ataque mais positivo da competição. Alvissareiro. Mas ainda há muito a ser feito, nesse trabalho que Alberto Valentim iniciou. Mas há alguns avanços e com a ascensão dos garotos do time sub 20 que amanhã disputa a final da Copa SP, poderemos ter um time, ao menos competitivo. Nada que se compare aos mulambos, Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro. Mas que pelo menos comece aí o resgate definitivo do Vasco nas competições. É o que se espera com o tempo.