Uma boa e sofrida vitória

Ontem, o Vasco fez uma boa partida na Ressacada, principalmente no primeiro tempo. E por ter feito 2 gols, garantiu uma dificil e importante vitória por 2 a 1 que nos afasta do Z4. Estamos a 5 pontos do Z4, uma distância mais segura. Quanto a Libertadores, precisamos de mais regularidade. Isso é um recado direto para os torcedores de dirigentes que tanto gritam isso nas redes sociais.

Em relação ao jogo, o Vasco jogou muito bem o primeiro tempo e caiu no segundo. O que a equipe cruzmaltina jogou no primeiro tempo foi o bastante para vencer. Fizemos os gols nos 24 primeiros minutos, o bastante para garantir os 3 pontos. Começamos melhor em cima de nosso adversário. E logo aos 3 minutos, Mateus Vital dispara pelo meio, chuta, a bola bate na zaga e sobra para Wagner na meia direita que corta Capa para dentro e bate com precisão no ângulo direito de Douglas. Golaço, Vasco 1 a 0. O Avaí resolveu partir para dentro e se expôs aos contra-ataques; o Vasco continuou melhor com boas trocas de passes e chegou com facilidade ao segundo gol, em que Nenê recebe na ponta direita e cruza; a zaga rebate mal e sobra à feição para Andrés Rios bater de primeira sem cair, no canto esquerdo de Douglas, fazendo 2 a 0 para a equipe cruzmaltina. A não ser uma cabeçada fraca de Joel, o Avaí não teve nenhuma chance clara de gol. Primeiro tempo irretocável do time cruzmaltino.

No segundo tempo, o Avaí veio para o tudo ou nada, até pressionar o juiz fizeram. No entanto, o Vasco manteve-se firme, defendendo bem e o Avaí pouco chega. Mas aos 12 minutos, um lance quase nos custou a vitória: Andrés Rios estica demais o braco e atinge o volante adversário. Como já tinha amarelo, Rios levou o vermelho e ficamos com 1 a menos. Isso trouxe o Avaí para cima e então Martin Silva aparece com uma bela defesa em chute de Leandro Silva. Mas aos 16 minutos não deu. Falta cobrada por Marquinhos, Paulão, que jogou uma boa partida, falha ao subir com Alemão e Ramon falha ao marcar Betão que chega e toca para dentro do gol, sem chances para Martin Silva, fazendo Avaí 1 x 2 Vasco. Após o gol, o Avaí empurra o time cruzmaltino para a defesa, mas a gente consegue se defender bem e suporta a pressão. A única boa chance foi com Lourenço que bateu no canto, mas Martin Silva se esticou e pôs para escanteio. No mais, a pressão do Avaí foi com muitas bolas aéreas, mas a defesa do Vasco rechaçou bem essas bolas.

Devido a pressão final do adversário, tivemos dificuldades no segundo tempo. Mas a defesa, melhor a cada jogo, conseguiu segurar bem a pressão adversária e conseguir uma importante vitória, que nos deixa a uma distância segura da zona de rebaixamento. Faltam só 10 pontos. E temos 33 pontos em disputa. Portanto, possivelmente em 6 rodadas, a gente chega a uns 9, 10 pontos para enfim permanecermos na Série A. Agora pegaremos o nosso eterno freguês, Botafogo. Para cima deles.