Um choque de realidade…

Sim. Hoje tomamos um choque de realidade. Não porque tenhamos jogado tão mal assim, mas sim pelas diferenças entre o Grêmio e o Vasco atuais.

Seja pela diferença técnica entre as atuais equipes – o time do Grêmio hoje é pronto, fortíssimo e com um elenco notável, o que o torna um candidato seríssimo ao título, enquanto que nós, em mais um erro estratégico dessa diretoria, estamos novamente refazendo o grupo e a equipe… Ou seja pela diferença de estrutura entre os clubes – o nível de investimento, a estrutura, o estádio… Em todos esses quesitos, os tricolores gaúchos nos vencem.

Tais diferenças acabaram sendo traduzidas no campo do jogo de hoje. O resultado mais que esperado, serviu-nos para lembrar que hoje, estamos muito atrás de muitos clubes da série A do Campeonato Brasileiro.

Se a história, se os passados nos igualam, o presente nos diferencia e pende para os gaúchos.

Sobre o jogo em si, me agrada a forma como nosso técnico conduz o nosso time. Ciente de nossa e da realidade de nosso adversário, armou o time para jogar fechado nos contra-ataques. Para mim mostra que Milton Mendes conhece nossas limitações, o adversário e tenta com seus “limões” fazer boas “limonadas”.

Quase deu certo, mas mais um pênalti – o quinto em 4 jogos, começou a destruir nossa boa estratégia.

Veio o segundo tempo e surpreendentemente o Vasco voltou em cima do Grêmio, mas nossas deficiências técnicas e a falta de entrosamento natural de uma equipe ainda em formação, ficaram escancaradas. Pouco ameaçamos o goleiro adversário.

Difícil aturar um lateral que simplesmente não sabe cruzar… Ou um centroavante que continua visivelmente acima do peso. Continuo achando Kelvin pouquíssimo efetivo e ainda por cima tem uma dificuldade enorme para fazer gols…

Acho que nosso técnico poderia ter mantido o Manga e substituído o Kelvin pelo Thalles. Se bem que o Thalles…

Bom… É o que temos hoje. Que Deus nos ajude…

E já que fomos trazidos à nossa realidade, continuemos o nosso mantra: faltam 40 pontos nos 34 jogos restantes. Ou seja, cerca de 1,2 pontos por jogo.

E para isso é fundamental vencermos os jogos em casa. Próximas duas rodadas em São Januário contra Corinthians e o Sport. Precisamos buscar a todo custo as vitórias que nos darão mais tranquilidade para os jogos fora.

Então, que a torcida continue a fazer a sua parte. Mesmo com horários ingratos dos próximos jogos – quarta-feira às 21h45m e depois no sábado às 19h, que enchamos o estádio e apoiemos nosso Vasco!