Um bom empate, poderia ser melhor

O Palmeiras entrou com a cabeça na Liberta. E colocou o time quase todo reserva. Mesmo assim, dadas as limtações cruzmaltinas, já notórias, o empate em 1 a 1 no Allianz Park, na noite de hoje foi satisfatório.

Foi um bom jogo, corrido. O Vasco começou mais interessado e fez um gol aos 5 minutos, mas foi anulado pro impedimento. O Verdão acordou e decidiu correr e atacar mais. E teve 2 chances com Scarpa aos 15 com Fernando Miguel espalmando a córner e aos 21, com Felipe Melo perdendo um gol na pequena área. E aos 30, o porco sai na frente em um vacilo de Léo Gil, no meio, Gustavo Scarpa lança Breno Lopes, que ganha de Ricardo Graça na corrida e chuta sem defesa para Fernando Miguel. Só que aos 36, o Vasco empata em uma magistral cobrança de falta de Benitez. Golaço. E o primeiro tempo termina aí.

O segundo tempo já foi mais morno, com as defesas predominando sobre os ataques. Foram apenas 2 chances: uma com Esteves aos 16 e a outra com Gabriel Pec aos 42 minutos. Ambas, boas defesas dos goleiros. Em particular, a de Gabriel Pec, uma bela escapada pela esquerda. Chamou a atenção, o fato de Pec ter entrado na segunda etapa, atuando como um ponta esquerda clássico, com dribles e muita velocidade. Não se sabe se, começando como titular, terá o mesmo rendimento. Mas é notório que ele está num momento superior a Talles Magno

Com o empate, O Vasco chegou a 36 pontos. Está agora em décimo quarto lugar, a 4 pontos do Z4. Domingo contra o Bahia, será o jogo do ano para o onze cruzmaltino. É vencer ou vencer para dar um passo importante para a permanência na Série A. O time descansará em Atibaia, pelo menos até sábado.