Todos ao Maracanã

i079

Infelizmente não conseguirei estar no Rio nesse final de semana. Gostaria muito de ir ao Maracanã.

Li, por este dia, uma miríade de opiniões justificando a presença ou a ausência da partida contra o Flu.

O Vasco joga. Ponto.

O time é ruim. Precisa desesperadamente de apoio. Não existe qualquer garantia de bom resultado.

O Fluminense vai nos esfregar na cara o craque que estava quase em São Januário.

Eurico fez de tudo para impedir que a torcida fosse ao Maracanã. Tenta nos transformar a todos em avestruzes para não vermos o Roth no banco, o time sofrendo em campo, o Ronaldinho vestido com a camisa do Fluminense (“No Brasil, o Ronaldinho só joga pelo Vasco”), a torcida do Fluminense sentada no nosso lado.

A ação tentada por Eurico, objetivando ter acesso ao famoso e invisível contrato Maracanã-Fluminense, seria perfeita se tivesse sido impetrada uns três meses atrás. Agora, em cima da hora, é mais uma bravata, mais cortina de fumaça para tentar enganar a torcida.

O episódio Ronaldinho expôs, de vez, o quão ultrapassado e decadente o nosso grande líder está. Mais do que escancarar isso pra toda a torcida, acho que isso evidenciou ao próprio Eurico a realidade dos fatos. O ocaso de alguém que sempre se achou superior aos demais. O “maior reforço do Vasco pra temporada”. As duas calças-curtas seguidas, de Léo Moura e Ronaldinho, o deixaram nu.

Eu mesmo, por aqui, já defendi e defendo, em um mar de ocasiões, algumas das ações dessa diretoria. Essas duas últimas semanas, no entanto, esmigalharam o saco de qualquer santo. Não só pelos erros inacreditáveis nas negociações acima.

Mas porque, na minha cabeça, nada justifica um mandatário ordenar – pior: tentar impedir – um Vascaíno de acompanhar o seu Vasco. Pode ser a merda de time que for. Aquilo ali, com o indecente Roth no banco, é o Vasco. É o time do meu velho. Não pode ser abandonado às traças. A 30 mil tricolores. Então, trabalhar pra impedir que o eu veja o meu Vasco é o fim da linha. Inadmissível.

Então, torço pra que muitos Vascaínos abnegados estejam presentes. E que torçam.

Certamente será um jogo difícil, pois exibir o Ronaldinho no Maracanã será gasolina na fogueira. Não é qualquer um que vai ter espírito esportivo para ser sacaneado e não se enfurecer. Então, por favor, se você é Vasco e acha que não vai aguentar o tranco e vai plantar a mão no primeiro tricolor que estiver ao seu lado, principalmente se as coisas forem mal dentro de campo, não vá. A imprensa não precisa da sua ajuda pra falar mal do Vasco. E com toda a certeza, qualquer espécie de tumulto vai ser posta na nossa conta, com ou sem culpa.

Perder mais mandos de campo e jogar em Cabrobró do Judas não vai nos ajudar. Dar razão à maldita Nissan tampouco.

Como escrevi no texto de lá do Panorama Tricolor, obviamente rindo de nós mesmos, temos 90% de chance de ganhar do Fluminense. Estatisticamente, nossos resultados contra eles, nos últimos anos, se aproximam desse valor absurdo. Eu não me espantaria se saíssemos do Maracanã, no domingo, com uma grande e deliciosa vitória.

Mas o pau tem de comer só dentro de campo. Rezemos pra que idiotas dos dois lados não estraguem a diversão de milhares de torcedores. E que a gente não dê argumento pra essa imprensa que nos detesta e nos sacaneia. Amém.

Posted By administrador

5 Comments

Eduardo

Há muitos “euriquistas”. Muitos. Mas não são os que apoiam o presidente. Não são os que pediram a sua volta. Não são os que votaram nele. Os verdadeiros “euriquistas” são os que vivem em função dele e estão todos do outro lado. Ser contra o Eurico é a fórmula única e imutável na hora de avaliar tudo o que diz respeito ao Vasco. O Eurico é a favor? Sou contra! O Eurico é contra? Sou a favor! Hay Eurico? Soy contra! E assim vamos desde muito tempo. Por causa disso tivemos a pior diretoria que um clube poderia ter. Por causa disso boa parte da torcida fechou os olhos para a destruição do clube causada por gente movida pura e simplesmente por ódio a uma pessoa. Só isso. Não havia projetos, vontade, caráter, conhecimento, vocação, dedicação, etc.. Não havia porra nenhuma. Havia apenas ódio. Era o que bastava. Tirem o Eurico e botem um chimpanzé no seu lugar! Botem um poste! Botem uma fralda cagada! Qualquer coisa seria melhor que o Eurico e numa transformação mágica o Vasco ficaria mais rico que o Manchester United e golearia impiedosamente os Barcelonas da vida assim que o velho “caudilho” saísse do clube e fosse substituído pelo “bem”.
O que vale, pois, é ser contra o Eurico. Era o que valia ontem, o que vale hoje e o que continuará valendo por todos os séculos e séculos. Ficou absolutamente claro no episódio do Léo Moura – que, aliás eu não queria no Vasco – a culpa da covardia e mau-caratismo do jogador? Não interessa. A imprensa fez pouco do Vasco e a “tarefa” do torcedor Vascaíno é dizer amém para a imprensa e quer, adivinhem, a culpa é do Eurico. Ronaldinho foi anunciado por um clube Turco e o próprio jogador deu a entender que iria mesmo para o clube e o Vasco desistiu do negócio? Culpa do Eurico. Depois disso o Ronaldinho acertou com o fluminense? Culpa vocês sabem de quem…Alguém lembra do Juninho Pernambucano? Aquele que enfrentou o ditador? Que lutou pelos seus “direitos” contra o nefasto belzebu? Aquele mesmo que eu vi com meus próprios olhos marcar contra o São Caetano na final do brasileiro e praticamente não comemorar? que depois teve uma misteriosa “contusão” e não voltou para o segundo tempo daquele jogo? Alguém lembra do Juninho? E, o mais importante, alguém lembra do resultado das ações contra ele na justiça do trabalho e na FIFA? Alguém lembra? Alguém lembra que ele PERDEU NA FIFA E VEJAM SÓ, ATÉ NE JUSTIÇA DO TRABALHO!?! Sim, ele foi derrotado na justiça do trabalho, onde frequentemente as ações terminam com vitória do empregado contra o empregador. Não é sempre que acontece, mas na grade maioria das vezes. Sim, o Juninho perdeu na FIFA e na justiça do trabalho. PERDEU! Ou seja, estava errado e o “ditador” estava certo. Ou seja, o “reizinho” estava errado e deu um grande prejuízo ao Vasco. Mas QUE SE DANE! De um lado estava ele e do outro estava o Mefistófeles da Colina? Então viva o Juninho! Viva!
Como esses há zilhões de exemplos. Quem quiser que seja contra o Eurico, xingue ele, faça macumba contra ele, etc…Mas que o faça nos seus termos, não nos termos dos filhos das putas que são inimigos do Vasco. Sejam contra o Eurico mas não vivam em função disso. Estou vendo que teremos mais adiante um novo bobalhão marionete da Globo “comandando” o nosso clube. Mais um bobalhão cheio de modernidade e vanguardismo, rodeado por “profissionais” que “entendem tudo de futebol” e com o apoio incondicional de boa parcela da nossa torcida. Confesso que isso tudo cansa. Cansa muito.
E não vou na porra do Maracanã domingo. O lugar do Vascaíno é e sempre foi no lado direito da arquibancada. Como é possível incentivar o time sem defender o clube? Quem quiser que vá. Serão mais Vascaínos do que eu? Não vou entrar nessa discussão inócua. Eu não vou. Eu não me submeto.

administrador

Olá Eduardo,

obrigado pela leitura e pela paciência em expôr seu ponto de vista.

No texto do Andel, de hoje, lá no Panorama Tricolor, há o seguinte trecho:

“Ainda sobre o presidente: como tricolor e sócio, tenho a obrigação de torcer para que acerte na maioria das vezes e é o que faço diariamente. Mas não sou seu eleitor (…) e nem de longe ajudar o Fluminense significa fazer desta tribuna um espaço de chapa branca, assim como também jamais será o de oposição gratuita.”

É só trocar time e presidente. É tão simples assim.

Aqui se critica o que tem de ser criticado. Sabemos que não interessa um Vasco forte e quem é o verdadeiro inimigo. Mas tem vascaíno que não sabe. Ou tem interesses pessoais mais fortes.

Só discordo de você num ponto do seu texto: “O lugar do Vascaíno é e sempre foi no lado direito da arquibancada.” Antes disso, o lugar do Vascaíno é ao lado do Vasco. Torçamos. Grande abraço!

Léo

Enquanto o tal Eurico for defendido por ingênuos os mesmos ingênuos como esse cidadão ae, nunca ele será o culpado. A culpa do técnico ser a porcaria do Roth é de nós torcedores que escolheumose pagamos o salário dele. A culpa dessas bostas que se dizem jogadores vestirem nosso manto é nossa torcedores que falamos com os empresários deles e os trouxemos. A culpa de sermos zombados, humilhados e zuados pelas ruas e em td quanto lugar é de nós torcedores que ganhamos um carioca manipulado, que defecamos pela boca ao dizer que um fulado estava fechado e outro 90% e pior, que a maior contratação do time eramos nós mesmos.
a única culpa disso tudo seu ignorante é de pessoas como vc que votarem numa bosta com esse Senhor pq meu voto não foi nele.
outra coisa, se ele é tão bom pq ele não paga os 3 milhões que foi condenado a pagar e uma cambada de velhos decrépitos como vossa senhoria deve ser, isentaram ele de pagar.
Belo texto Zéh

administrador

obrigado pela leitura, Léo.

Será que a situação caótica que estamos enfrentando teria sido evitada se o resultado tivesse sido outro?
Com pureza d’alma, tenho sérias dúvidas.
Infelizmente.
A luta continua.

grande abraço.

Eduardo

Nenhuma refutação ao que eu escrevi por parte do Sr. Léo. Zero. Nada. Ok

Velho decrépito(tenho 43 anos);
Ignorante;
Ingênuo.
Nada disso me incomodou. Honestamente. Agora o “ganhamos um carioca manipulado” foi dose pra mamute. Uma das maiores tragédias da “administração” bananamite foi a declaração dada por esse babaca logo após a conquista da Copa do Brasil. Segundo o grande “ídolo” Vascaíno aquela seria uma conquista limpa, ao contrário de outras. Sim, eu que me desesperei com várias garfadas contra o meu clube, vários títulos perdidos por causa de canalhas armados com apitos tive que ouvir isso. Eu que sempre me orgulhei de torcer para um time cujas conquistas me permitiam dormir com a consciência tranquila tive que ouvir isso. E ainda por cima da boca do próprio presidente do clube! E agora leio um Vascaíno escrevendo que o título do carioca foi manipulado! É sempre o ódio dirigido a uma pessoa. Sempre. O ódio que tudo justifica e explica. Isso verdadeiramente cansa…

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *