Todo o mundo odeia o Cris

Você se pergunta: você colocaria um burro sem sorte para dirigir o seu time? Esta pergunta, o torcedor cruzmaltino se faz tem um certo tempo. Muitos deles: Adilson Batista, Papai Joel, Burroth, Jorginho e agora, Cristóvão Borges. Cristóvão é um cara gente boa, articulado, foi um bom volante como jogador. Mas para técnico de futebol, definitivamente não dá. Os fatos falam por si.

Desde que foi contratado, Cristóvão vem buscando um time ideal para o Vasco. Nove jogos depois, continua a busca pelo time que não encontrou até agora. Goleado pelo Corinthians, Fluminense e eliminado pelo Flamengo na taça GB, não ganhou de nenhuma equipe de Série A. E hoje, uma partida pavorosa diante do pior time do carioqueta, o Macaé. Um 2 a 2 que foi um bom resultado diante do jogo de hoje. Escapamos de uma derrota vexatória, a verdade é essa. Mais uma vez o que se viu foi um bando em campo.

A partida foi movimentada. O Vasco começou melhor, com um gol no começo. Jogada de Douglas, o melhor do time desde que voltou da seleção sub-20, que cruzou da ponta direita, para Nenê dominar, cortar Aislan e bater forte de direita: Vasco 1 a 0. Após isso, um show de horrores. O Macaé viu que o bicho não era tão feio e começou a jogar. E passou a criar chances nos contra-ataques. As redes sociais cruzmaltinas têm cornetado muito Luan e Henrique, lateral-esquerdo. Mas o setor de que os adversários mais têm se aproveitado é a lateral direita. Nos últimos três jogos, Gilberto, que caiu nas graças da torcida, tem deixado espaços generosos, uma avenida pelo seu lado. E foi por ela que o Macaé fez os dois gols. O primeiro com Hudson, após cruzamento do meia Zotti pela esquerda, livre. Aonde estava o Gilberto? E no segundo, Gilberto erra o passe no ataque, o zagueiro do Macaé toca para Marquinho que costura pelo meio e toca para Rafinha, que entre Jomar e Rodrigo, virou o jogo. A zaga Jomar e Rodrigo é de dar calafrios, tanto um como o outro. E a culpa é do Luan…

No segundo tempo, o Vasco do Cristóvão Borges partiu para dentro, com seu jeito atabalhoado, em busca do empate. O jogo ficou aberto, com chances de ambos os lados. Cristóvão saca Gilberto e Wagner, inoperantes, e coloca Yago PiKachu e Guilherme Costa, respectivamente. Das duas substituições, apenas Guilherme Costa surtiu efeito. Pikachu também se manda para a frente e deixa uma avenida às costas. E por aquele lado, o Macaé continuava seus ataques. Alguns torcedores precisam ver melhor o jogo; falam em botar Pikachu ou Gilberto na lateral esquerda. Pela mãe do guarda, galera. Sabemos que há muito só temos times muito aquém de nossa tradição, mas culpar o Henrique também não dá. Não é ele o culpado pelo time ser mal armado. E ele não tem comprometido nos últimos jogos. Mas voltando ao jogo, Guilherme Costa faz uma bela jogada pela ponta direita e cruzou para Luis Fabiano. Este cabeceia forte, Milton Raphael defende e Rodrigo completa para as redes: 2 a 2. No final, sofremos contra-ataques perigosos do Macaé ao partirmos para cima em busca da virada; Martin Silva evitou dois gols, sendo que um deles, cara a cara com Hudson, que, no rebote, chutou para fora. Por pouco não perdemos. Ufa! E quanto ao Cris, todo o mundo odeia o Cris.

Cristóvão, se fosse você, pediria o boné e vazaria. Um cara que já teve 9 jogos e não consegue acertar o time, é porque realmente já não tem mais como continuar. Aguardemos os acontecimentos. Mas será que o cidadão que já disse que não demite técnicos atenderá a torcida e demitirá o Cris? Ao que parece, toda a torcida cruzmaltina odeia o Cris. Mas a diretoria não. Quinta temos o jogo de volta no Barradão contra o Vitória. Até lá, segue o baile…

Quanto a estréia de Luis Fabiano hoje: um chapéuzinho no zagueiro do Macaé e um lançamento para Douglas. E no segundo tempo, uma boa cabeçada para defesa do goleiro Milton Raphael. Mostrou que ainda tem qualidades. Atuação discreta. Mas se foi uma boa contratação? Só o tempo dirá.