Teresina e Joinville

#foraadilson #foradiogosilva

Feito esse resumo do que penso sobre a atuação de ontem do Vasco, contra o Sampaio Correia, em Teresina, vamos ao que interessa:

Não me lembro de quando foi a última vez que vi uma partida de futebol profissional disputada num campo num estado tão lamentável quanto o de ontem. Em certos momentos parecia que se jogava com uma bola de futebol americano, tais os quiques irregulares da bola, que saltava sem controle. Então temos o Vasco, de torcida presente no Brasil inteiro, jogando em Teresina, para cerca de (só) dez mil pessoas num campo sem a menor condição para a prática do futebol.

Mais uma vez, minhas perguntas ao vento: Por que Teresina? Quanto o Vasco “lucrou” com isso? Alguém se interou do estado do gramado?

Imagino que algum empresário gerencie a escolha desses locais de jogo, tais como Manaus e agora Teresina. Se não o Vasco, alguém está faturando com isso e claramente provocando prejuízos ao Vasco.

É constrangedor para a torcida ver o Vasco jogando nessas condições. Parece que não basta que o time esteja na segunda divisão. Parece que é preciso submetê-lo a um estádio de quinta categoria, um gramado indigno da pelada mais furiosa e mostrar isso bem para o torcedor pagar pay per view para sofrer junto.

Nada contra Teresina, pelo amor de Deus. Sabemos que a torcida do Vasco é onipresente. Tudo contra o estado lamentável do gramado, que transformou a escolha num desastre.

*****

Desastre é o Vasco ter de jogar novamente na “Arena Joinville”. Mais uma humilhação para a torcida, que será obrigada (como fui agora, enquanto escrevo esse texto) a rever as cenas de violência pelas quais o Vasco e sua torcida pagam até hoje.

Ironia das ironias, o estádio onde a guerra foi disputada não foi interditado, ninguém foi punido por não haver policiamento. E o Vasco, ainda punido por ter tido sua torcida invadida, tem de voltar ao Coliseu onde se lhe soltaram as feras.

Foi por causa dos acontecimentos daquele dia, da patética atuação da diretoria do Vasco e dos grupos de oposição à situação do clube que decidi começar esse site.

Vamos nós sofrer naquele buraco novamente. É preciso ser forte.

Vasco, Vasco, Vasco.

abraços

Zeh