Temos um time em que as estrelas brilham, literalmente.

Amigos,

Uma semana em que de tudo aconteceu: a tranquilidade de uma goleada na estreia da série B que nos fez até sonhar com um campeonato supostamente tranquilo e fácil ao longo do ano e uma classificação dramática no meio da semana pela Copa do Brasil.

Afinal de contas, temos um time bom mesmo? Temos um time bom, porém não temos elenco. O técnico Jorginho tem as peças em suas mãos, porém sabe que não possui substituto à altura e muitas das vezes não sabe mexer nessas peças.

No Sábado, contra o Sampaio Corrêa, o time do Vasco não começou bem, mas era questão de tempo tomar conta do jogo e com facilidade fazer o resultado, dando a impressão que era um rolo compressor e que a invencibilidade seria difícil de ser tirada. Também marcou a despedida do atacante Riascos, que queria ficar na Colina, mas o Cruzeiro negou a renovação do empréstimo do jogador. Fez uma bonita carta de despedida dizendo que sentirá saudade.

Então veio o jogo da Copa do Brasil e o Vasco veio com um time desfalcado do lado direito. Saíram Madson e Júlio dos Santos e entraram Bruno Ferreira, que há tempos não jogava, e a substituição rotineira do Pikachu no lugar do Júlio. Achei que Jorginho errou ao colocar o Bruno no time. Tivesse colocado Diguinho no meio e Pikachu na lateral direita e não teríamos passado o sufoco que passamos, e, quem sabe, talvez, uma possível eliminação.

Tudo deu errado, Bruno começou a errar passes, time inteiro desequilibrado, o CRB colocando o Vasco pra correr com sua velocidade e chegando com perigo. Eis que Jorginho mexeu no time e pôs Éder Luís no lugar do Bruno, deslocando o Pikachu para a direita. Deu uma melhorada, mas ainda deixava muito sobrecarregado o Marcelo Mattos na contenção do meio sozinho. Daí o jogo começou a se tornar dramático pela necessidade de um gol e não irmos pros pênaltis. Nosso time quase não criava e quando criava o Éder Luís insistia em resolver sozinho.

Jorginho resolveu mexer de novo no time e abriu o meio inteiro quando tirou Marcello Mattos, o único que dava combate e pôs o Evander, que parecia estar com medo de arriscar. Sua entrada não mudou em nada o panorama do jogo. Aliás, mudou sim, deslocou para a cabeça de área Andrezinho e Jorge Henrique, talvez os dois que não aguentavam mais correr para serem os que dariam combate no meio. Nesta hora todos ao meu redor na social diziam: “Jorginho enlouqueceu?”, “Surtou Jorginho?”. Social em peso não acreditava como aquilo seria possível.

Pensávamos nós que a loucura havia dominado Jorginho quando ele chama o Rafael Vaz e na nossa cabeça e no placar passados 35 minutos de jogo e tomando sufoco ele iria fechar lá trás e levar pros pênaltis, já que o Vaz é um bom batedor. Não é que precisando fazer gol ele tira o centroavante? Torcida foi à loucura. Agora a possibilidade de eliminação era real. Teríamos que contar também com a sorte e com o goleiro Martin Silva, liberado pros dois jogos do Vasco (CRB e Tupi).

Rafael Vaz entra em campo e logo caminha para frente do time e a bola começa a rolar e lá está ele grandalhão na grande área. Quando demos conta, ele estava de centroavante. Como assim? O técnico surtou de vez. E de repente, gol do Vasco, gol de Rafael Vaz, gol do zagueiro reserva artilheiro, com situação no clube indefinida, sem saber se haverá renovação.

Somos um clube em que técnico e jogadores têm estrela, aliás, muitas estrelas como nosso lindo uniforme.

A sorte, a ousadia e a crença do Jorginho fazem as coisas acontecerem.

Jorginho, da próxima vez juro que vou tentar ter mais paciência e confiança quando você quiser fazer essas doideiras. Mas vai com calma. Você quase matou todos os Vascaínos do coração.

+++++

Seguimos invictos, porém às vezes eu acho que a busca pela quebra do recorde atrapalha o grupo. Não faremos todos os jogos goleando e nem jogando bonito. O importante é ganhar e, se não der, pontuar, ao menos, fora de casa. Teremos adversários mais fracos e outros mais fortes, mas o foco é ganhar o brasileiro e subir (obrigação, até porque acredito que temos o melhor time da série B, até melhor que alguns da A) e quem sabe beliscar a Copa do Brasil, que está nivelada.

Precisamos sim de reforços e a chegada do Fellype Gabriel é boa. O Cappres tem total capacidade de colocá-lo em ritmo de jogo. O jogador não está machucado, apenas fora da capacidade física ideal perto dos demais jogadores. Trouxe também William Oliveira, que teve destaque no Madureira neste carioca. Joga como primeiro ou segundo volante. Quando se apresentou contra o Vasco, saiu de campo líder nos desarmes. Vou aguardar suas atuações para melhor avaliá-lo com a camisa do Vasco. Lembrando que jogar pelo Madureira é uma coisa. A camisa do Vasco pesa. Boa sorte aos dois na Colina.
+++++

Sábado, em São Januário, mais um jogo pelo campeonato Brasileiro contra o Tupi de Juiz de Fora. Bom jogo para ganharmos e ampliarmos nosso saldo. Fazer aquela famosa gordura, porque não sabemos nosso futuro e, quem sabe, e se deus quiser, poderemos estar numa boa na Copa do Brasil.

Hora de a torcida comparecer e apoiar o time. Acho que poderiam baratear os ingressos pra torcida comparecer. Entendo quem não vai gastar cinquenta ou oitenta reais para os níveis de confrontos que teremos.

+++++

Ganhamos a “semifinal” no basquete e estamos na final contra o Campo Mourão do Paraná.  O time do Vasco cometeu muitas faltas e foi instável, porém fez o resultado que levou à grande decisão.

Será uma final difícil, em que teremos que ficar focados e concentrados o tempo todo, jogando com força máxima. Provavelmente os dois primeiros jogos serão no Paraná e o terceiro em São Januário. Não quero arriscar, mas acredito que teremos os 5 jogos.

Que venha o adversário e que a torcida do Vasco compareça. O time precisa dessa sintonia e dessa força. JUNTOS SOMOS MAIS FORTES.

Torço para o Ginásio de São Januário ficar pequeno demais e colocarem estes jogos ou no Club Municipal ou no Tijuca Tênis Clube.

+++++
Sempre ao seu lado, incondicionalmente.

++++++

E você já é sócio do Vasco? Está esperando o quê?

+++++

Toda segunda-feira tem o Programa Fala Vascaíno às 22 horas. Não percam!
www.youtube.com/falavascaino

Carolina Sousa
E-mail: carolinasousao@globo.com