Sobre ontem à noite

As cenas lamentáveis de ontem a noite após a nossa derrota diante dos mulambos, com a torcida ensandecida diante da derrota para nosso maior rival, ficarão por um bom tempo na memória de nosso esporte. O torcedor Davi Rocha perdeu a vida nessa confusao. Qual o motivo pelo acontecido ? A anulação de nosso gol, por falta que realmente houve antes do gol ? Ou o pênalti supostamente cometido por Everton Ribeiro ? Tudo isso diante dos fatos ocorridos pós-jogo são inócuos. Não se justificam a tentativa de invasão bem como o arremesso de bombas de fabricação caseira. Totalmente desnecessária essa confusão.

Em relação ao jogo, pouco vamos falar aqui. Foi um jogo muito ruim e amarrado tecnicamente. O Vasco teve apenas uma chance clara de gol, com Luis Fabiano em um belo voleio após o gol do Flamengo, com uma defesa do goleiro advesário. Já nosso adversário, além do gol de Éverton, em bela jogada de Éverton Ribeiro, teve uma chance com Diego defendida por Martin Silva minutos antes do gol, e outra com Everton Ribeiro, o melhor em campo, cortada por Rafael Marques. O Vasco teve um gol de Pikachu corretamente anulado, pois houve uma falta de Luis Fabiano em Leo Duarte antes da jogada.

Agora, quanto ao pós jogo, não tem nenhuma justificativa os atos de vandalismo protagonizados por nossa torcida. Sim, embora tenha sido uma parte dela, foi nossa torcida quem protagonizou esses fatos deploráveis. Atirar bombas na PM, ou então no time adversário, onde estamos ? Ok, perdemos para nosso maior rival em nossa casa, mas depredar nosso estádio, jogar bombas, isso em nada resolve nosso problema e ainda criamos outro. Isto porque, com os acontecimentos de ontem, o Vasco corre o risco, não só de ter SJ interditado, como perdermos o mando de campo até o final do Brasileiro. Vejam as consequências danosas para nosso clube disso. A que interessa toda essa violência, toda essa barabrie, torcedores desesperados correndo para se abrigar da confusão ?

Para nós torcedores que amamos nosso clube incondicionalmente restam duas reações a tudo isso: ou a perplexidade diante do comportamento estúpido de nossa torcida ou a indignação diante dessa parte podre de nossa torcida, bem como nossa atual diretoria, inepta e completamente desnorteada diante da revolta de nossa torcida. E o senhor presidente vem a público pedir desculpas( a parte normal) e em seguida a acusação infame à oposição de ter orquestrado tudo isso. Oposição quem, cara pálida ? Por um acaso o Edmundo e o Julio Brant insuflariam a torcida contra você ? Vergonhosa a fala deste dirigente senil e cínico, apesar de sua senilidade.

E para piorar ainda mais a nossa imagem , fizemos isso diante de quem adoramos debochar: os mulambos. Estes, vendo toda a cena ocorrida em nosso estádio comemoraram, além de nossa vitória, o fato de que não são eles apenas os mulambos, os favelados. Também temos nossos “favelados”, mulambos. Mulambos somos nós. E eles chamaram nossa casa de São Sanitário. E aí como vamos responder às provocações deles agora ?
Eles estão cobertos de razão. Demos munição a eles, por nosso próprio comportamento incivil. Agora, o que fazer ? Temos estádio, mas depredamos o mesmo. O famoso tu não tem estádio, caiu por terra. De que adianta termos estádio, se o depredamos e agora corremos o risco de ficar sem ele até o final da competição ?

Para fechar o circo dos horrores de ontem, demos munição a nossos detratores. E agora, o que pretende fazer a oposição cruzmaltina diante dos graves acontecimentos de ontem ? Que tal se decidirem pela união ao invés de dizer que a melhor opcão sou eu ? Diante de tudo isso, resta-nos que as vaidades desapareçam, e a oposição se una, antes que nosso clube definhe e seja tarde demais. Ah, e só para lembrar: faltam 30 pontos para ficarmos na Série A.

Para encerrar: lamentamos a morte do torcedor Davi Rocha, a maior vítima de todo esse episódio vergonhoso de ontem. Que não só o Vasco, mas que o futebol brasileiro aprenda com os fatos e passe a coibir o comportamento selvagem de parte de suas torcidas. Tudo isso poderia ser evitado, se os próprios clubes evitassem dar privilégios a algumas de suas torcidas organizadas e encobrir esta sujeira toda debaixo do tapete. Precisamos nos reinventar e renascer como o gigante que sempre fomos no nosso futebol.