Sobre a nossa torcida local

Sabemos que o Vasco tem, antes de tudo uma torcida muito mais nacional do que qualquer outra coisa a ser dita. Somente Flamengo e Vasco possuem a proeza de ter torcedores em todo o território nacional. O Vasco tem uma penetração um pouco menor no Paraná e no Rio Grande do Sul, mas mesmo assim, tem muito mais torcida fora do Rio do que por aqui. Mesmo assim, pesquisa recentemente divulgada pela Fox Sports divulgou uma pesquisa feita no Rio, onde os mulambos têm 54% da torcida de nosso estado e o Vasco, 15,9%.

Ao fazermos a análise desses números, nos chama a atenção, a disparidade dos números entre Flamengo e Vasco. Esta pesquisa foi divulgada nos sites supervasco.com e netvasco.com. E surgiu a grita dos torcedores cruzmaltinos, naturalmente. Mas temos que analisar com mais sensatez esse resultado. Em uma primeira análise, há um pouco de exagero, claro que o Flamengo, devido a uma massificação intensa no final dos anos 70, devido a ditadura militar, teve sua torcida duplicada e tudo. Mas daí a ser mais do triplo, há um certo exagero envolvido. É incontestável o domínio deles em termos de torcida.

Por outro lado, temos que levar em conta que tivemos uma redução em nossa torcida. Sim, não adianta fecharmos os olhos para isso. Tivemos 17 anos de insucessos, derrotas acachapantes, como a goleada que sofremos de 7 a 2 para o Atlético Paranaense em 2005 e três rebaixamentos. Nenhum clube passa impune a tantos fracassos. E as administrações pífias desse período fizeram um estrago grande ao nosso clube e isso influencia sim, na captação de novos torcedores. A não ser em 2011/2012, quando fizemos dois bons brasileiros e fomos a Libertadores, onde fomos eliminados em um golpe de sorte, pois perdemos um gol feito e tomamos outro quase no final do jogo, o Vasco só teve equipes medíocres que causaram manchas na história de nosso clube que ainda perdurarão por um bom tempo. Isso explica a diminuição de nossa torcida por aqui. Mais por nossa própria incompetência do que pela evolução dos mulambos nesse tempo, até porque em 17 anos, eles também estiveram perto de serem rebaixados.

Por fim, caros leitores, devemos sim parar de nos preocupar com o Flamengo e olharmos mais para nós mesmos. Temos que focar sim em nossa recuperação e crescimento daqui para a frente. Precisamos é não repetir os erros cometidos nesses 17 anos. Mas para isso é preciso mudar, tentarmos uma administração que nos reorganize e recupere o orgulho de sermos cruzmaltinos. Não é com a administração atual é que conseguiremos isso. Há um longo caminho a ser percorrido para a recuperação de nossos melhores dias.