Será que o Z4 vem aí…

Quatro jogos sem vencer. Três derrotas seguidas. Torcida quer MM fora. Sempre falamos aqui que nosso elenco tem sérias limitações. Não houve e nunca haverá planejamento com a atual diretoria. A verdade é que embora MM tenha cometido seus equívocos, não é o grande culpado pelo momento cruzmaltino na competição. Ou as falhas individuais, como a de Gilberto no gol de Guerra são culpa do MM ? A culpa é sempre do treinador, porque no Brasil, existe a teoria de que tem que se tirar o bode ou o sofá da sala. MM foi um lateral direito razoável, por isso ele tem consciência de que os três que ele tem na posição não são grande coisa. Madson é corredor, Gilberto pensa que é Orlando Lelé e o Pikachu é uma avenida. E a culpa é do treinador ? Temos que analisar as coisas como são. E você se fosse treinador, o que faria se tivesse esses três a disposição….Pense um pouco.

Em termos práticos, o empate com o Palmeiras em 1 a 1 não chegou a ser desastroso. Embora o Palmeiras tenha fracassado recentemente na Libertadores, a diferença entre os elencos é abissal. Eles têm um bom elenco. Fato. E foram campeões brasileiros. O Vasco jogou de forma aguerrida e, pasmem, teve chance de vencer a partida. Mas faltou pontaria. O melhor em campo foi o zagueiro Luan que praticamente a torcida o expulsou, dizendo que ele podia ir, que não jogava nada. Pois é. Hoje ele é titular absoluto da zaga palmeirense, salvou gol certo nosso e ainda deu lençol no nosso atacante Paulo Vítor. Joga nada o Luan, diziam alguns torcedores. O primeiro tempo foi truncado, com marcação forte de ambos os lados. Tanto que só houve uma chance de cada lado. Uma com LF9 que chutou rente à trave e outra com Roger Guedes em um contra-ataque em que Martin Silva fez uma boa defesa.

No segundo tempo, os times resolveram atacar mais para buscar a vitória. O Palmeiras veio mais decidido, até pela qualidade do elenco. Mesmo assim, o Vasco nao se intimidou e criou a primeira chance em cruzamento de Gilberto para Mateus Vital em cabeçada fraca para defesa simples de Fernando Prass. Depois houve um contra-ataque em que Roger Guedes, o melhor do ataque palmeirense, penetrou nas costas de Ramon e cruzou da linha de fundo, mas não tinha ninguém para empurrar a bola para o gol. Aos 12 minutos, entra Nenê. O Vasco melhora um pouco no ataque. O Palmeiras seguiu insistindo, o Vasco se defendendo. E o lance que definiu o empate: Nenê faz boa jogada pela ponta esquerda e cruza; Luan entra na jogada e tira a bola milagrosamente a escanteio. Detalhe: se Luan não corta essa bola, LF9 estaria na cara do gol para empurrar para a rede. Mas quem não faz toma. Aos 31 minutos, mais uma bobeira de Ramon, que dá espaço para Jean cruzar; Gilberto vacila feio e Guerra entra livre e cabeceia sem chances para Martin Silva. Palmeiras 1 a 0. E a torcida crucifica o Henrique. Se a falha fosse dele, seria: culpa do Henrique. Mas o Ramon pode dar espaço para os adversários cruzarem. Ok. Essa nossa torcida… Após o gol, o Vasco reage na correria, com Paulo Vitor, veloz pelos dois lados tentando os cruzamentos, Nenê nas bolas paradas. No primeiro escanteio, uma cobrança bisonha. Já no segundo, aos 41 minutos, uma cobrança precisa na cabeça de Jean que encobre Fernando Prass e encontra Manga Escobar, que havia entrado minutos antes, no lugar do inoperante Wellington, para conferir e empatar o jogo em 1 a 1. Um resultado justo para o jogo. O Vasco ainda tentou o segundo gol na correria, mas já era tarde.

Senhores leitores, estamos a apenas 3 pontos do Z4 neste momento. O gol de Manga Escobar nos salvou. Próxima rodada, teremos um jogo de 6 pontos contra o Bahia na Fonte Nova. O Bahia hoje tomou uma goleada sonora de 4 a 1 para o Atlético Paranaense. Portanto, eles virão com tudo para cima de nós. Jogo de risco. O Bahia não é o Palmeiras. Mas a vitória lá seria fundamental. Faltam 21 pontos para a permanência. Alguns loucos nas redes sociais chegaram a delirar por G6, Libertadores. Vamos com calma. Olhem a nossa colocação. A luta é para não cair. São Paulo venceu hoje. E foram eles que trocaram de lugar com a gente em 2013 e ficaram na Série A. Todo cuidado é pouco.