São Januário sim!

Amigos, voltei!

Depois de uns dias de férias (merecidas), havia decidido escrever somente depois do clássico de hoje à tarde, mas há algo que muito me incomodou: essa celeuma toda em torno do jogo ser realizado na nossa casa.

Acho-me bastante sensato e estou totalmente de acordo com o jogo ser realizado em São Januário. Sou a favor por vários motivos. Mas o preponderante é simples: não há outro local para o clássico ser realizado na cidade do Rio de Janeiro.

Perigo de brigas, de confusões, convenhamos… Quem frequenta os estádios sabe que elas ocorrem (infelizmente) no Maracanã, no Engenhão, em Moça Bonita, no Caio Martins, no Moumbi, no Mineirão… Ou seja, independe do local do jogo.

A questão do 90/10%, além de uma determinação legal, ao contrário do alegado, é algo que favorece a segurança. A polícia tem menos gente para se preocupar em proteger e pode guiá-las com segurança na entrada, na estada e na saída do estádio. Além disso, com exceção do Rio de Janeiro, é praticada no Brasil inteiro!

Entendo que talvez vocês, flamenguistas, estejam chateados pelo ineditismo de ser minoria em um jogo no Rio de Janeiro, mas não há opção. O Rio de Janeiro teve a bênção e a maldição de ter disponível para a disputa de seus clássicos o Maracanã. Digo também a maldição porque esse fato desincentivou os clubes a construírem seus próprios estádios. O Vasco mesmo, que já houvera construído o seu 22 anos antes, sofreu também os efeitos colaterais da presença do Maraca, com a não modernização de seu estádio e talvez hoje seja o maior prejudicado nisso tudo.

Simplesmente perdemos o direito que todos os outros grandes dos outros estados brasileiros tem de mandar os seus jogos no seu estádio. Quando jogamos contra times cariocas, somos forçados a jogar no Maracanã.

Em São Paulo, por exemplo, o Santos manda os seus jogos contra qualquer um na Vila Belmiro. E quem conhece a Vila “Famosa” sabe que se trata de um estádio bem mais acanhado que São Januário.

Fala-se sobre o entorno de São Januário, pois vejam o entorno da belíssima Arena do Palmeiras… Ruas apertadas e acesso difícil, muito pior que SJ, onde há uma válvula de escape rápida e tranquila: a Avenida Brasil fica ao lado.

O Vasco há muito tempo paga por ter estádio em condições de receber grandes jogos e ter negada a opção de mandar os seus jogos onde quiser: seja no Maracanã ou seja em São Januário. Aquilo que deveria ser uma tremenda vantagem, por conta de um preconceito mal intencionado torna-se uma maldição.

Ah! E eu vou ao jogo.