Salve Maxi Lopez

E mais uma vez Barbie. Maxi Lopez mais uma vez o melhor em campo. E em dois lances, resolveu o jogo e mais uma vitória cruzmaltina, dessa vez de 2 a 0 sobre o Cruzeiro. E ainda por cima quebramos um tabu de 5 anos sem vencê-los aqui no Rio. E com isso, na pior das hipóteses, ficaremos em décimo quarto lugar.

O jogo só teve realmente mais movimentação no segundo tempo. Um primeiro tempo modorrento, poucas emoções e poucas oportunidades. A única chance foi a do Cruzeiro aos 11 minutos, com David fazendo uma boa jogada e arrematando para boa defesa de Fernando Miguel, que foi bem nas poucas vezes em que foi exigido. E não seria nenhum absurdo, se hoje fosse o titular de nossa meta. Saiu bem do gol em cruzamentos, coisa que Martin Silva dificilmente faz. O Vasco não chutou a gol no primeiro tempo; ofensivamente inoperante.

Já no segundo, o time cruzmaltino muda completamente sua atitude. E logo aos 3 minutos, abre o placar: jogada de Fabrício, até então sumido do jogo, cruza da esquerda, Maxi Lopez faz um corta luz magistral e Pikachu fica livre para tocar para o gol completamente vazio. Após o gol, o Cruzeiro sai para o jogo e aos 11, Luiz Gustavo falha e David aproveita para tentar marcar, mas Fernando Miguel evita o empate; mas o árbitro marcou impedimento em seguida. Aos 20, Lucas Silva chuta de longe e Fernando Miguel coloca para escanteio. E o Cruzeiro passou a pressionar mais. Porém, aos 24 minutos, o tiro de misericórdia: Lucas Silva tenta sair jogando, Maxi Lopez toma-lhe a bola e em belo giro chuta colocado, fora do alcance de Rafael, fazendo 2 a 0 para o gigante da colina. Após o gol, tivemos chances de ampliar o placar com Henrique aos 40 e Andrey aos 42 e em ambas, boa defesas de Rafael. Mas o resultado já estava definido.

Com a vitória de hoje, há um belo alívio na nossa situação. Os próximos jogos: Sport, Internacional de Porto Alegre e Fluminense. Desses três jogos, dois são no Rio. Se nesses 3 jogos, conseguirmos 2 vitórias e um empate, chegaremos aos 41 pontos, a 4 de nos garantirmos na Série A. Se ganharmos Sport e Fluminense, o que seriam resultados mais factíveis, estaremos perto de no salvar com 5, 6 rodadas de antecedência. Força e raça , gigante da colina. A torcida acredita.