Quem morre de véspera é peru de Natal

Meu pai me acusa (no caso é uma acusação!) de ser um otimista. Sim. Sou. Eu realmente acredito que seja plenamente possível que no domingo consigamos ganhar o título sobre o mais protegido. Vou tentar ser sucinto:

A atuação de domingo passado foi uma completa catástrofe. A pior do ano, disparado. Poderíamos (o normal teria sido isso) ter saído de domingo passado com uma derrota de 3, 4, 5, meia dúzia, tal a tristeza da atuação. Não foi isso que aconteceu graças à inoperância do “grande” time adversário, que perdeu uma chuva de gols, principalmente com “Gabriel Barbosa”, ex-Gabigol.

Fosse eu dirigente e esse técnico poser não pisaria nem mais no vestiário. Mas, como não sou, vamos com ele mesmo.

Grande base da minha fé em um resultado histórico vem do quarteto Fernando Miguel, Castan, Maxi Lopez e Pikachu. Acho que são quatro caras com ascendência sobre o grupo e que, vendo de longe, não parecem jogadores de baixar a cabeça para dificuldades.

Acho o fato de termos de jogar no meio de semana na Vila Belmiro excelente. Ficar só treinando sob pressão no Rio não seria produtivo. É um jogo complicado? Sim. Quer moleza? Vá atuar longe do Vasco.

Enquanto isso, o adversário comemora, pela enésima vez, um título antecipado. Meus flamenguistas de estimação já celebram a taça e mais um vice do Vasco. Meus grupos de whatsapp estão lotados de deboches e comemorações.

Ora, já ganhamos títulos mais improváveis. E já perdemos outros ganhos, por causa do sapato alto.


E até mesmo entre os vascaínos reina a desilusão. Alguns amigos meus falam que a superioridade técnica do Flamengo é gigantesca, que teremos torcida contra, que a vantagem de resultado adversária é e que isso é o suficiente para garantir que eles não terão a surpresa que esperamos. Coloco então aqui abaixo dois links para os senhores (e senhoras) matarem as saudades desses momentos divertidíssimos, e lhes deixo a pergunta, para ser respondida após assistirem aos vídeos:

O Flamengo já é Campeão Carioca?

Um abraço.