Quase lá…. Falta pouco

Ontem, o Vasco deu um belo passo para permanecer na Série A. Ao vencermos o São Paulo por 2 a 0, o cruzmaltino tirou dois pesos de uma vez só: além de quebrar uma escrita de não vencer um time de SP e mais precisamente, o trio de ferro há alguns anos, conseguimos praticamente garantir a permanência na Série A. Afinal, cair para a Série B, além de ser um golpe na imagem já um tanto ou quanto arranhada do clube, faria o Vasco despencar financeiramente. E o clube não está hoje em condições de perder mais dinheiro. Reduziu-se em 4% a probabilidade de queda.

O jogo não foi de grande qualidade técnica. Houve muita raça por parte da equipe cruzmaltina, empenho. Ganhou a equipe mais interessada. O Sampa veio a SJ em busca de um empate, já que o Grêmio havia perdido para os mulambos no dia anterior. Logo, bastava o empate para ficar um ponto a frente. Então, o que se viu, foi um São Paulo atrás da linha da bola, tocando a bola de forma enfadonha, a aguardar um erro vascaíno para golpear cirurgicamente. Mas o erro esperado não veio e o Vasco também agredia pouco. Até que aos 17 minutos, Jucilei erra a saída de bola e entrega a bola no pé de Andrey que, livre de marcação, se ajeita e toca a bola colocada no canto direito, sem chances para Jean, abrindo o marcador para os cruzmaltinos. E parou por aí, pois o Vasco, satisfeito com o gol, se defendeu mais e o Sampa seguiu na sua linha modorrenta de tocar a bola, esperar o erro adversário para um golpe cirúrgico. E o jogo foi se arrastando até o final do primeiro tempo sem maiores emoções.

No segundo tempo, com o placar desfavorável, o tricolor do Morumbi passou a jogar mais no campo adversário, mais interessado no jogo. Porém, mesmo com maia posse de bola, o São Paulo também não criou maiores chances de gol. A não ser aos 15 do segundo tempo, em que uma cobrança de escanteio, a bola sobrou para Reinaldo, livre, arrematar com perigo, rente à trave direita. E o Vasco seguiu marcando, se defendendo bem, como há muito não se via. Somente aos 44 do segundo tempo, o Sampa teve sua grande chance: Andrey comete falta boba sobre Nenê na ponta esquerda. Shaylon cobra na cabeça de Rodrigo Caio que cabeceia certinho, para baixo, e Fernando Miguel defende a bola de forma magistral. Ainda houve tempo para o segundo gol cruzmaltino, de Pikachu : falha de Shaylon, Maxi Lopez rouba a bola e toca para Pikachu, livre, tocar na saída de Jean. E fim de jogo.

Agora a situação é a seguinte. São 42 pontos. Sport tem 38, América Mineiro 37 e Vitória da Bahia, 36. O Vitória praticamente já está com um pé na Série A. Só pode chegar 42 pontos, e o Vasco já tem 42. Já o Sport joga contra o São Paulo no Morumbi: deve perder. E aí fica com um pé na Série B, embora o último jogo seja contra o Santos, que nada mais tem a fazer na competição. O Coelho pega o Bahia e os flores na última rodada. Tem que ganhar as duas. Dificilmente conseguirá. Para o Vasco estar efetivamente livre, basta o Sport perder e o América Mineiro não derrotar o Bahia. Aí o Vasco está definitivamente na Série A. Mas jogando o que jogou ontem, o Vasco pode até arrumar um empate contra o virtual campeão Palmeiras e se safar de forma mais tranquila. Que o boneco do posto não esteja na área técnica. Amém.