Profissionalismo? Faça o que eu digo, não faça o que eu faço…

Com a implementação do Fair Play Financeiro, prevista para 2015, os clubes tem uma missão espinhosa para resolver, ou se profissionalizam (de verdade!) ou estão fadados a, por conta da penúria financeira, tornarem-se coadjuvantes e rapidamente perderem valor de mercado e importância no cenário nacional, o risco é claro e iminente e só não enxerga quem não quer ou não tem competência.

Vejam o exemplo do VASCO, hoje temos cinco jogadores ruins (!) que respondem por aproximadamente 25% (1/4) do orçamento do time profissional.

 “Wendel, Nei, Renato Silva, Sandro Silva, Michel Alves e Rodolfo consomem cerca de R$ 1 milhão dos cofres do cruzmaltino. O Vasco até busca uma negociação com outros clubes, mas esbarra no alto valor de salário desses jogadores.”  Site UOL

Concordo que são um estorvo, gerencial e financeiramente falando, para o clube e que é um problema que precisa ser resolvido logo, mas de quem é a culpa senão de quem contratou mal?

Para vocês terem idéia do quilate dos gestores do futebol brasileiro, um certo senhor ex-presidente do Vitória e que participou em 2013 da comissão que sugeriu responsabilidade fiscal e financeira dos clubes também sugeriu parar de pagar os jogadores como forma de obrigá-los a sentarem-se para negociar ou para forçar seu desligamento do clube…

Resumindo ou o sujeito é bipolar ou como se diz por aí acende uma vela para Deus e outra para o diabo…

Voltando ao VASCO, primeiro de tudo convém dizer que eles são trabalhadores, jogadores ruins por certo, mas se agirmos nas relações profissionais como moleques ou como trambiqueiros o que devemos esperar dos jogadores quando quiserem sair do clube??

Profissionalismo é via de duas mãos, precisamos dispensá-los sim! Mas dentro da ética, honestidade e moral que são fundamentos da boa convivência profissional e social.

A hora é de mudar e agir com parcimônia e profissionalismo, por fim deixo a pergunta, você já viu o Rodrigo Caetano fazendo bravatas na imprensa ou desancando jogadores publicamente?

——–   xxx ——-

JUNINHO, O OUTRO LADO DA MOEDA

Ontem, 03FEV2014, o Juninho anunciou sua despedida dos campos de maneira definitiva, foi emoção pura e quem pode ver ao vivo certamente chegou às lágrimas.

Sujeito equilibrado, exemplo de bom profissional, dedicado, e fato raríssimo hoje em dia, totalmente identificado e grato com o clube que, não o revelou, mas sim o projetou para o futebol mundial.

Não vou me estender por agora mas faço questão de deixar registrado aqui:

Muito obrigado, JUNINHO por amar o VASCO tanto quanto seus torcedores e por demonstrar este amor com gestos e não apenas com palavras.

LINKS

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2014/02/01/vasco-gasta-quase-13-da-folha-salarial-com-encostados-e-sofre-para-reduzir.htm