Parabéns Vasco!

Hoje é um dia mais do que especial para nós cruzmaltinos. Afinal, em 1898, onde hoje se situa a sede do calabouço, um grupo de portugueses decidiu fundar um clube para a prática do remo, na época o esporte mais popular da cidade do Rio de Janeiro. E então nasceu o Club de Regatas Vasco da Gama, um dos clubes mais vitoriosos do desporto nacional e que possui uma das histórias mais lindas do futebol brasileiro. Um clube que sobretudo sempre lutou pela inclusão social, a integração entre o pobre e o rico, o negro e o branco; enfim. Um traço de união Brasil-Portugal como diz o hino de nosso clube.

Todos nós estamos fartos de saber quantos são os títulos que temos no remo, no basquete e principalmente no futebol. No basquete foram dois títulos brasileiros e dois títulos sul-americanos e um título intercontinental contra o Zalguras Kaunas da Lituânia, em 1998. Mas hoje é festa e não polemizar com os mulambóides. Somos bicampeões sul-americanos em 1948 e 1998 (Libertadores), 4 títulos brasileiros e 24 títulos cariocas.

Quanto a história de nosso clube, após a fundação, ficamos apenas no remo até o final da década de 10, quando o Vasco decidiu entrar no futebol, esporte que crescia na preferência popular, haja vista a ascensão do Flamengo, nosso maior rival até hoje que começou em 1912. O Vasco fundou seu departamento de futebol, uns quatro, cinco anos depois. Conseguiu subir à primeira divisão do carioca em 1922 e em 1923 conquistou seu primeiro título na primeira divisão. A partir daí, como o Vasco tinha um grande número de mulatos e negros em suas fileiras em seu time, os demais clubes, principalmente Flamengo e Fluminense, os mais elitistas até hoje decidiram começar a campanha para tentar parar, desmerecer o nosso ascendente time. E contra o racismo da dupla Fla-Flu e os demais, contratamos professores para alfabetizar nossos atletas porque alegavam que os jogadores não sabiam assinar súmulas, que não tínhamos estádio. Então, por conta disso, um grupo de comerciantes portugueses e descendentes se unem e em 1927, fundamos o Estádio de São Januário, um de nossos maiores orgulhos até hoje.

Na década de 30, continuaram as tentativas de se levar o Vasco à lona, e em 1931 aplicamos o maior resultado em clássicos: 7 a 0 nos mulambos. E diante das tentativas de se aniquilar o Vasco, em 1934 foi fundada a AMEA, onde o Botafogo nos apoiou , indo junto. E na década de 40, surgiu o time que é o considerado o melhor time de todos os tempos de nossa história: o Expresso da Vitória que conquistou tudo em sua época. É um dos maiores times da história , não só do Vasco, como do futebol brasileiro e mundial.

Podemos ainda citar outros grandes times que fizeram história: o time campeão brasileiro de 1974, a barreira do inferno de 1977, o time bicampeão carioca em 87/88 e depois campeão brasileiro em 1989, o time campeão brasileiro em 1997, posteriormente campeão da libertadores em 1998, nossa maior glória. Enfim uma história gloriosa.

E por que esse colunista é Vasco ? Porque é um clube que aceita as diferenças, fidalgo e que abriga a todos. Enquanto houver um coração infantil, o Vasco será imortal. Parabéns Vascão, pelos seus 118 anos de vida esportiva linda e digna. Estamos hoje em uma situação difícil, mas renasceremos como tantas outras vezes.