A Paciência acabou

Ontem, o meu saco finalmente explodiu. A idade e as constantes infâmias às quais o Vasco tem me submetido estavam me mantendo num estado catatônico, meio de torpor.

A atuação daquele bando fantasiado de Vasco me causou engulhos. O poderoso América de Natal, que mesmo com a vitória segue na zona de rebaixamento, disputou – como aliás, todas as equipe fazem contra o Vasco – um prato de comida a cada bola. Cada jogador do Vasco é acossado por dois, três adversários e acaba perdendo a bola. Enquanto isso, nossa defesa passivamente assiste o desfile dos outros. O gol contra o Santa Cruz é revoltante. Marlon assiste a bola ser virada, o ponta dominar, trazer pro pé esquerdo, puxar pro meio e bumba! No canto do goleiro.

Rodrigo Pimpão, que só foi dispensado do Vasco por causa do nome, mostrou que é um jogador útil. Passou como quis pelo letárgico Diego Renan e colocou a bola no ângulo de Martin Silva. O segundo gol? Bate-pronto na marca do pênalti, vindo de um corner. Inadmissível. Intolerável.

*****

Eu não estou mais furibundo porque eu sinceramente espero que o Joel dê uma de Antônio Lopes (o de 82, por favor) e mude meio time pro jogo de sábado. Os dois laterais, Pedro Ken, Cléber…Espero até sábado por essa mudança. IMpacientemente.

Temos de ganhar. É um completo milagre que estejamos na posição atual jogando a bolinha medíocre que estamos jogando até agora. Esse, aliás, é o único alento que tenho. Um time de merda que não joga nada e segue entre a 2a e a 4a posições. Milagre de Nossa Senhora das Vitórias.

*****

O que está escrito no facebook dos três principais postulantes ao cargo de presidente do Vasco agora, 21:50 de 4a feira, sobre aquilo de ontem? Nada.

A campanha pelo controle do Vasco, como eu temia, caiu num limbo. Eurico, o então líder das intenções de voto, desapareceu. Julio Brant, teoricamente o verdadeiro candidato de oposição, nao atualiza seu facebook desde 30 de setembro. Suas comunicações são sempre feitas na terceira pessoa, o que é simplesmente inexplicável para um cara jovem e que se expressa muito bem. Não participa das comunidades. Não define – se o fez, a informação não chegou até aqui – sua equipe. Surgiu hoje nas redes sociais a notícia do apoio de Jorge Salgado, o que parece ser uma grande notícia pois Salgado tem a sua turma que o segue fielmente.

É pouco. Sr Brant, o senhor é jovem. Escreve certamente melhor do que quem o tem representado online. O senhor precisa se dar a conhecer. Os sócios votam. A internet conspira. Que tal vir trocar umas ideias nas comunidades?

Fica a sugestão.

A paciência acabou. Chega de egos inflados no meu Vasco.