O Vasco somos nós. O Vasco precisa de nós.

Amigos,

Mais uma vez deixamos uma vitória escapar e agora dentro de casa. Tivemos no primeiro tempo maior volume de jogo e não soubemos aproveitar a chance. O técnico Jorginho errou ao tirar o William e recuar Andrezinho, que estava morto, e colocar o “possante” Jorge Henrique lá na frente. Assim, perdemos o meio e o adversário dominou o jogo. Nem preciso falar de tão previsível são as substituições e que nada mudam o panorama do time em campo. Pelo contrário, não surtem efeito nenhum e até pioram. Ridículo foi colocar o Alan Cardoso aos 43 minutos do segundo tempo. Chega a ser deboche com o garoto e a pouca torcida presente.

A situação chegou a ser desesperadora, mas por enquanto só depende de nós mesmos subir e do empenho e vontade dos jogadores em campo. Teremos dois jogos fora, contra Bragantino e Criciúma, e depois o último em casa, contra o Ceará.

+++++

O que falar do “protesto” antes de ontem em São Januário, se é que podemos qualificar como tal? Um grupo pediu reunião com os jogadores. Creio que essa reunião deveria ter sido para cobrar e pedir empenho e determinação, mas o que vimos foram várias selfies. Desculpem-me, mas sou do tempo que ao cobrar não se paparicava jogador, nem bajulava. Simplesmente não se achava graça e nem queria intimidade. Era cobrar e exigir, senão haveria retaliação. Sou sempre contra violência e acho que não é necessário isso para cobrar.

+++++

Esse time, essa diretoria, precisam ser cobrados sim. Eles representam a Instituição Club de Regatas Vasco da Gama. Agora, o que temos de avaliar é qual a prioridade do momento. Acho e entendo que apoiar para subir é a decisão mais certa e sensata. Primeira etapa do processo. Na verdade, nossa torcida sempre foi a grande responsável por viradas e momentos históricos do Vasco. O Vasco somos nós e ele só tem a nós para defendê-lo. Creio que muitos Vascaínos estão sofrendo e desacreditados, mas se o abandonarmos agora o que será do nosso gigante?

Vamos abraçar o time na reta final, mesmo com o time não merecendo. Infelizmente esse é o grupo que veste a camisa e para subirmos dependemos deles. Cobrando está difícil então vamos apoiar para ver se juntos conseguimos navegar por mares mais calmos.

+++++

Está na hora de nós torcedores paralelamente pensarmos no futuro do Vasco. Como cobrar por atitudes e pressionar se de fato muitos não querem participar do processo político? Todo programa que apresento e toda coluna pergunto: “E você, já é sócio do Vasco? Está esperando o quê? Ser sócio é um ato de amor!”.

Ser sócio é decidir o futuro do Vasco, termos o poder de escolha. É importante para sabermos o que queremos do Vasco. É amar o Vasco.

Se você não pode se associar para o próximo pleito, comece a se preparar agora para o seguinte, mas seja sócio. Ajude a construir um Vasco novamente gigante.

+++++

Voltamos com vitória – e que vitória suada e apertada! – com direito a prorrogação no nosso primeiro jogo no NBB. Sem emoção, não é Vasco.

O time estava parado há alguns dias e sentiu a falta de ritmo. Isso foi visível. Voltamos a cometer alguns erros que já citei em outras colunas: tentativas em bolas de três sem precisar e errando muito, faltou trabalhar mais a bola quando tínhamos a posse, falta de infiltração e jogadas com os alas e nesse jogo, especialmente, o time estava nervoso e ansioso, fazendo muitas faltas precipitadas.

Novamente, o técnico Cristiano demorou demais pra mexer no time e pedir tempo, e o adversário tirou treze pontos de vantagem que tínhamos. Desnecessariamente passamos sufoco. É o primeiro jogo, o time do Vasco começou ganhando e isso que importa. Teremos sábado, contra o Brasília, fora de casa, mais um jogo difícil e depois uma sequência em casa. Precisamos acertar o time, que jogou sem David Jackson lesionado.

Eu acredito numa boa campanha. Todo jogo do Vasco é emoção pura, por isso basquete é tão apaixonante.

+++++

Então sábado dose dupla de Vasco: Basquete 14 horas e futebol às 16h30min.

+++++

Aos jogadores:
Cobrar é preciso. Não estamos acostumados a isso e nem pretendemos achar que jogar série B é normal. Fui acostumada a grandes times e jogadores que honravam a camisa e eram acostumados a disputar títulos e respeitar a instituição e não apenas pensavam em ganhar seus salários no final do mês.

Se não amam o Vasco, apenas o respeitem.

Pelo menos façam o esforço e tenham vergonha na cara de colocar o time na série A. Lembrando que muitos de vocês já renovaram contrato e o maior castigo de não subir é que vocês mesmos estarão novamente lá.

Aos torcedores:
Agora é hora do apoio incondicional. Sempre mostramos porque somos a torcida mais apaixonada, a que realmente representa o time da virada. O Vasco somos nós, o Vasco precisa de nós. Neste momento mais que nunca.

Vamos cobrar sim após os jogos, mas durante vamos torcer incondicionalmente, porque fazemos a diferença. Dirigentes e jogadores passam, o Vasco fica. E pra ele continuar gigante só depende de nós.

+++++

Sempre ao seu lado. Incondicionalmente.

+++++

E você já é Sócio do Vasco? Está esperando o quê?

+++++

Toda segunda-feira tem o programa FALA VASCAÍNO às 22 horas. Não percam!!!!
www.youtube.com/falavascaino

Carolina Sousa
E-mail: carolinasousao@globo.com