O tal do otimismo

Em plena época de seca em Brasília, uma garoa persistente umedeceu a noite de Vasco x São Paulo. Poucas vezes na minha vida senti tanto frio, mesmo estando bem agasalhado. Para ver o Vasco tomar quatro gols.

A diferença técnica dos dois times é gritante. Piorada por uma escalação tenebrosa de Roth. Vi um São Paulo bem armado, comprimindo com duas linhas a saída de bola do Vasco. Ganso e Pato marcando. Ganso e Pato roubando bolas do Vasco e armando contra ataques. Enquanto isso, Riascos e Gilberto (em mais uma atuação patética) ficavam ilhados na frente, olhando os beques são-paulinos jogarem.

Vinte minutos e dois gols ridículos depois, professor Roth percebeu que não dava pra encarar o São Paulo (des)armado daquele jeito. Tirou Lucas e colocou Rafael Silva. O time melhorou. Começou a, ainda que desordenadamente, pressionar o São Paulo. Verdade que o principal armador do time foi Rogério Ceni, errando vários passes no primeiro tempo e dando chances – não aproveitadas – para o Vasco.

Ai vem o segundo tempo e logo no começo mais um gol idiota para liquidar os nossos sonhos de uma virada improvável.

Mas ainda assim, com toda a indigência técnica, Riascos foi colocado na cara do gol por três vezes, perdendo gols incríveis.

O otimismo por aqui acabou quando da contratação de Roth. Ontem, a cada corner, Osório, o técnico do São Paulo, ganhando de 2 a 0, chamava Rogério Ceni e passava orientações (prum time que já dava uma aula de posicionamento no adversário). Roth gesticulava, berrava. E só. Quando mudou o time, já era tarde. E vai piorar. Contra o Grêmio certamente colocará uma multidão de volantes inúteis. A cara dele.

Muito pouco se salvou do jogo de ontem. Guiñazu correu e marcou por três. Andrezinho, no contexto da aridez atual, foi muito bem, embora ainda fora de forma. E Éder Luis, voltando de uma contusão gravíssima, entrou e produziu mais do que os titulares. Vai ser útil. Thalles, quem diria, emagreceu e também foi bem. Tá na hora de Gilberto ir pro banco.

Quinze mil pessoas foram ao jogo ontem. As torcidas eram iguais em número e conviveram pacificamente no estádio. Número que não condiz com a realidade da capital. Somos muito, mas muito mais que os São-paulinos por aqui. Falei ontem com vários vascaínos e vascaínas que não foram (com razão) por medo do desempenho do time. Ou seja, foram ao jogo os abnegados (iludidos?) como eu e é com eles e com esse time que o Vasco vai ter de contar até o final desse campeonato para tentar escapar da segundona de novo.

Fato é que a realidade é essa ai. Não vai adiantar, infelizmente, dar com a cabeça no teclado. O Brasil é governado hoje por Dilma Rousseff. Eleita democraticamente, da mesmíssima maneira que Eurico Miranda. Fala-se abertamente em tirá-la do posto. Viável? Possível? Digno?

Infelizmente, Eurico é o que nos resta. Aturar. Tem como tirá-lo de lá antes de 2017? Algo pode ser feito nesse sentido?

Se pode, eu desconheço. Mensagens para o Panorama, por favor.

Então, o que nos resta é apoiar essa bagaça que ai está desfilando incompetência pelos gramados do Brasil. Cobrar. É a hora de definir quem é torcedor. Respeito total a quem não aguenta ver essa tristeza toda. Parabéns e obrigado aos que persistem.

Não me canso de lembrar do Boston Red Sox. 86 anos esperando um título e vendo o arqui-rival ganhar mais de 20. Estádio? Quase sempre lotado. Ou do tão sacaneado Fluminense, que sobreviveu ao inferno da terceira divisão e hoje está ai, em situação melhor que a nossa. Então, por favor, não me venham com essa de “virar América” ou de que “o Vasco acabou”.

Estamos no fundo do poço mais uma vez. O cenário é esse. O time é esse. O (des)governo é esse.

Temos 90% de chance de ficar na 1a divisão.

É piada. Infelizmente.

A luta continua.

Posted By administrador

1 Comment

Wesley g. da Silva

Esse tal otimismo sempre nos iludi , e nos faz deixar de fazer algo que podeira ser mais importante , adianta-lo ou atraza-lo conforme o momento , e assistir ao jogo , e estes ultimamente tem sido descepicionante . Mas ainda sim insistimos em tentar novamente , assim será contra o Grêmio , na esperança de ” agora vai “, “o pior já passou ” .
E isso porque somos VASCO , e isso está na nossa alma , e muito mais do que um otimismo é a certeza de que isso vai passar , “apesar deles ” , vamos superar tudo isso e voltar a nossos tempos de glórias .

Ps:. tenho lido constantemente o site , e achei bem interessante , com diálogo de vascainos de verdade .Mas ficaria um pouco melhor se a fonte da escrita fosse maior , pequeno assim fica um pouco cansativo . desculpa . e obrigado .

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *