O jogo ontem e as eleições de novembro

Em uma autêntica pelada de 90 minutos ontem, eliminamos os mulambos, no empate em 0 a 0 que nos favorecia. MM montou uma linha defensiva que impediu o Flamengo de, mesmo com a posse de bola, não nos vencer. Destaques para Martin Silva e os laterais Gilberto e Henrique. Nossos zagueiros foram regulares; Rafael Marques não esteve tão bem quanto nas duas últimas partidas. Se vier Anderson Martins e começarem a dar chances ao jovem Ricardo Graça, poderemos ter uma zaga com ele e Anderson Martins. O próprio Luan o apontou como seu sucessor. Podemos tentar. Mas para ontem foi o bastante.

O jogo foi meio que em ritmo de treino; foi um amistoso de luxo; afinal não valia absolutamente nada a partida, dado que as semifinais já estão definidas. Então, a partida de ontem poderia servir como um bom treino, uma observação maior para nós em relação aos mulambos, um possível finalista do campeonato esse ano. Em parte, aproveitamos isso. Apenas que nosso time atacou muito pouco. O esquema proposto pro MM, diante da conjuntura de um time em formação, tem sido exitoso em seu desenvolvimento. Defensivamente, podemos dizer que o time está bem melhor, mas obviamente não estamos prontos ainda; porém ofensivamente ainda há muito a se fazer. Um time que se propõe a uma boa organização defensiva, a fim de matar jogos no contra-ataque, deve ter este como arma mortal. E ainda não conseguimos atingir a precisão necessária. No primeiro tempo e em alguns momentos do segundo tempo, tivemos a chance dos contra-ataques; todavia erramos sempre o último passe, faciltando o trabalho da defesa adversária. Só chutamos uma bola a gol e ainda assim para uma fácil defesa de Alex Muralha. Ele não fez uma grande defesa nos 90 minutos. Além desse chute bisonho, a rigor só tivemos três chances: uma no início com Yago Pikachu chutada para fora, outra com Muriqui que limpou Donatti e chutou para fora, no primeiro tempo; e outra com Muriqui em um raro momento no jogo, desceu bem pela ponta direita e cruzou para corte providencial de William Arão para escanteio, no segundo tempo. No primeiro tempo foi um jogo extremamente amarrado, de dar sono. Muito mal jogado. De positivo, apenas o lençol de Gilberto em Diego na lateral direita. Fora isso, o chute de Pikachu no início, de Muriqui para fora depois de limpar Donatti e uma chance com William Arão chutando para defesa de Martin Silva.

No segundo tempo, fora a jogada criada por Muriqui já citada, não fizemos absolutamente nada, recuamos e demos o campo para o Flamengo, não contra-atacando com eficiência. E assim, tiveram três chances de gol, com três boas defesas de Martin Silva. Mas também parou por aí . E conforme Rodrigo citou em entrevista, nos 15 minutos finais, jogamos com o regulamento esdrúxulo debaixo do braço e chegamos aonde queríamos. E eliminamos os mulambos. De bom apenas isso. Mas precisamos melhorar nosso contra-ataque. Ontem ele simplesmente não existiu. Independente deste problema, é incontestável a melhora do time que está 5 jogos invicto com MM.

Conforme apontou o amigo Zeh Catalano de forma bastante oportuna em sua coluna, com relação às eleições presidenciais de 2017, a oposição permanece sem um candidato ao pleito. E estamos a praticamente 6 meses das mesmas. E se até agora, a oposição não se pronunciou, é porque ao que parece não temos oposição. Está tudo bem na administração Eurico Miranda, o Vasco está entre os 10 clubes mais sucedidos do mundo, tivemos muitas conquistas de 2015 para cá…..SQN. Tivemos os anos perdidos de 2015 e 2016, um rebaixamento em que fizemos 13 pontos em um turno, a pior pontuação entre os grandes na esfera dos pontos corridos na história. A verdade é que temos um clube desunido, em que Eurico não é uma unanimidade, muito, mas muito longe disso e não conseguimos achar um nome de consenso, uma terceira via para pacificarmos nosso amado clube. Um dia tivemos Calçada, nosso melhor presidente na era moderna. Porém, ao que parece, não surge uma figura do porte de Calçada que consiga agradar as correntes políticas vascaínas em pé de guerra. O certo é que com Eurico e sua turma, não chegaremos a lugar algum. Os partidários de Eurico são como ele, déspostas, incapazes de argumentar, fazem uma defesa cega dele, ainda que ele esteja claramente errado, vide as baboseiras ditas por eles nas redes sociais cruzmaltinas, principalmente na Supervasco.com e Netvasco.com.br. O fato é que devemos eliminar a corrente euriquista dentro do Vasco, se possível, tirá-los do clube ou simplesmente criar um meio de restringi-los dentro do clube. A verdade é que com Eurico e sua turma, não dá mais. Eurico desagrega o clube com suas bravatas e seus seguidores semeiam a discórdia. Não podemos continuar assim. Por isso, precisamos de uma terceira via, de forma a pacificar o clube e simplesmente aniquilarmos a corrente de Eurico no Vasco. Do contrário, poderemos testemunhar o apequenamento a passos largos do Club de Regatas Vasco da Gama. Precisamos de modernização, temos que deixar o conservadorismo de lado. Recado dado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 me restam!