O grosso e o incendiário

Depois de tomarmos de 4 do Palmeiras no último domingo, a singular diretoria do Vasco resolveu se mexer para contratar zagueiros. E aí contratam duas peças: o Paulão (o grosso) que mais parece a Grace Jones e Breno, o incendiário de Hamburgo. Agora, o que será que leva a diretoria de um clube a fazer verdadeiros negócios da China. Talvez nem um pasteleiro chinês faria melhor.

Se é para contratar, que contrate bem, que ache um zagueiro que realmente venha a resolver o crônico problema de nosso miolo de zaga, desde que principalmente Luan saiu. Não temos zagueiros bons no atual elenco, a verdade é essa. Temos o jovem e promissor quarto-zagueiro Ricardo Graça, canhoto. Mas ele sozinho não resolve o problema. Mas para contratar um espanador e um incendiário, era preferível acreditar em nossas categorias de base. OK, estamos no Brasileirão da Série A. Mas se for bom, resiste bem, está aí o Douglas Luiz para provar isso. Até mesmo para não fazer contratações no desespero como essas, é mais preferível apostar na base. Mas enfim, veio essa dupla pitoresca, agora temos que torcer para dar certo.

Para o jogo contra o Bahia, Paulão já foi regularizado. Naturalmente deve entrar no lugar do Jomar. Jomar, este beque pavoroso que com a atuação bisonha que teve contra o Palmeiras, certamente será dificil ele ter outra chance. Mas é o que foi falado na coluna anterior: além dos erros defensivos, o Vasco perde gols em profusão. Logo, são muitos defeitos a serem corrigidos. MM terá que ajustar tudo isso, ou seja, uma tarefa árdua. Ainda não temos um time.

Sendo assim, vamos ficar na torcida para que a dupla de zagueiros contratada dê certo, embora seja difícil acreditar nisso. Que o Paulão não resolva chutar a bola para aonde aponta o nariz; e para que o Breno não ateie fogo no clube. Se Breno resolvesse botar fogo na sala da presidência, faria uma torcida bem feliz. Mas que ele resolva botar fogo nos jogos e resolva o problema de nossa zaga. Amém.

———————————————————————————————————-

Quanto a confusão ocorrida no treino do Vasco sábado: uma covardia. Simples assim. Uma ditadura em que não se pode criticar a administração de um clube não merece deferimento de ninguém. Ponto. Simplesmente lamentável sob todos os aspectos.

———————————————————————————————————-
Em relação a reportagem da Revista Época Negócios sobre a situação financeira dos clubes de futebol: muitos dos partidários da atual diretoria e o grupo político alinhado a eles resolveram vociferar contra a reportagem. A desculpa do aleijado é muleta. A mídia também persegue o Coritiba ou vocês não sabiam disso ? E nem por isso eles botam a culpa de tudo que eles passam na mídia. O Fluminense também tem sua dívida exposta e nem por isso a diretoria tricolor atacou a reportagem. Agora é tudo culpa da mídia. Vamos admitir a nossa incompetência de estarmos há 15 anos na mesma situação. Basta! Já deu esse papo furado de que os nossos erros são tudo culpa da mídia. Admitamos nossos erros e consertemos, começando por avaliar melhor quem dirige nossos clubes. Fica a dica.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 me restam!