O fundo do poço.

Não tenho dúvidas: chegamos ao fundo do poço.

Nada pode ser tão pior ou mais ruim que a nossa situação atual. Digo isso do alto dos meus mais de 40 anos de arquibancadas. E ainda conto com o aval dos mais de 70 anos de torcida do meu querido pai.

Não consigo imaginar alguma humilhação pior do que a que estamos sofrendo.

Pensem: o que há de ser mais ruim do que nossa atual situação?

Perder o próximo jogo contra o Flamengo na 28ª rodada? Poupem-me. Estou me lixando para isso.

Ser desclassificado agora nas quartas de finais da Copa do Brasil para o São Paulo? Qualquer resultado diferente desse será sim uma colossal zebra.

A pior campanha da história do Vasco nos Campeonatos Brasileiros. Já tomamos 43 gols!! Fizemos apenas 9… Estávamos há mais de um mês sem marcar um gol sequer. Passamos SETE rodadas sem balançar as redes de nossos adversários e hoje sofremos a SEXTA derrota consecutiva. Na última rodada sofremos a maior goleada da competição e a maior de nossa história no Brasileirão.

Nossos rivais simplesmente não veem mais graça em nos sacanear. Perdemos a graça…

Estamos nos tornando dignos de pena deles e nós mesmos passamos a ter um sentimento de conformismo… de anestesia que nem temos ânimo para reclamar ou para protestar. Sim, houve protestos em São Januário nessa semana, mas eram uns 10 ou 15 abnegados. Risível.

Eu joguei a toalha. Simplesmente não acredito mais. Seria mais digno que continuar com as bravatas, iniciar a faxina agora. Que essa “diretoria” viesse a público e pelo menos admitisse sua enorme incompetência, nos pedisse perdão e imediatamente começasse o planejamento para a nossa volta em 2017.

—-

Olhem bem para essa foto e vejam os responsáveis por estes 15 anos de infelicidades. Os culpados por todo esse tempo de tristezas para a nossa imensa torcida, em que por uma década e meia conseguiram alguns espasmos de alegria – pouquíssimo para a nossa história e tradição, além da vergonha enorme de TRÊS rebaixamentos.

622_73fd3cf4-5d70-3392-8064-05bbc220e7e7

E não me venham com ridículas teorias conspiratórias.

NÃO! A culpa não é das arbitragens.

NÃO! A culpa não é da Rede Globo.

A culpa é desses senhores em quem os sócios depositaram suas esperanças de dias melhores. A culpa é dessa dupla que outrora nos encheram de alegrias mas que não as conseguiram reproduzir quando foram alçados ao posto mais alto de nosso clube.

Facínoras! Canalhas! Pulhas!

Que a história os julgue e os condene ao ostracismo das páginas mais vergonhosas da história de nosso clube.

—-

Minha filha passa pela sala, olha o placar que marcava 2 a zero para o Galo e diz:

“Poxa pai… Isso já está ficando chato… A gente só perde…”

Só consegui abaixar a cabeça e fingir que não ouvia, torcendo para ela continuar a se distrair com outra coisa. Eu não mereço esse sofrimento. Ela não merece. Meu velho pai também não.

—-

O título desse texto é alusivo a uma situação que não pode piorar, mas pode…

Como?

Se o “messias” vier com qualquer artimanha, com qualquer virada de mesa, com qualquer atitude escusa que nos faça continuar na série A sem que seja no campo.

Se isso acontecer, eu juro que desisto.

Não aguentaria tanta vergonha.

—-

Eu só me lembro de situações calamitosas assim nas histórias de Botafogo – nos anos 70 e 80 com os 21 anos sem títulos, e do Fluminense – com os seguidos rebaixamentos culminando com a série C.

Se nos serve de algum consolo, eles sobreviveram e ou mal ou bem, deram bem mais alegrias às suas torcidas nesses últimos 15 anos que os senhores da foto acima…