O desencanto de Ribamar

Finalmente. O primeiro gol com a nova camisa a gente nunca esquece. Ainda que não seja um virtuoso artilheiro, Ribamar finalmente quebrou o encanto ontem ao marcar o segundo gol da vitória relativamente tranquila do Vasco sobre o Serra no ES ontem por 2 a 0, avançando para a terceira fase da Copa do Brasil.

Não foi um grande jogo. Os jogos do time cruzmaltino tem se destacado pelo pragmatismo do time. Diante do fato de que tecnicamente não somos um primor de elenco, Alberto Valentim armou o time esse ano, conforme sua concepção: defesa forte, com saídas em velocidade nos contra-ataques. Um futebol longe de ser vistoso, mas eficiente. Vitória por 2 a 0 é goleada. Esse esquema montado por AV é decorrente de termos poucas peças de armação. Assim como na partida contra o Resende, o destaque absoluto de ontem foi Lucas Mineiro. À medida que o time vem ganhando uma cara, Lucas tem se destacado. Volante canhoto, bom passe, boa técnica, bom sentido de marcação e ainda faz gols como elemento surpresa. Uma atuação de gala e ajudou na armação do time, com Bruno Cesar. Este inclusive teve sua melhor atuação pelo Vasco até agora, com boas enfiadas, deixando constantemente os pontas em constantes posicionamentos precisos para cruzamentos e/ou dribles em velocidade. Foram poucas as chances no primeiro tempo. Aos 14 Pikachu bateu de frente para o gol e a zaga adversária salva. E aos 26, o primeiro gol: cobrança precisa de escanteio de Bruno Cesar e a cabeçada ainda mais precisa de Lucas Mineiro subindo como nunca e cabeceando certinho, para o chão, sem chances para o goleiro adversário. Anteriormente ao gol, o time cruzmaltino encontrava dificuldades para furar a defesa adversária. Mas Bruno Cesar com seus passes e enfiadas perfeitas conseguiu aos poucos abrir o ferrolho montado pelo Serra. E assim foi até o final da primeira etapa.

No segundo tempo, o Serra saiu mais para o ataque e impôs uma marcação mais alta para dificultar a saída de bola vascaína. Nos primeiros 15 minutos, surgiram algumas dificuldades, mas aos poucos, o Vasco consegue voltar ao jogo. E logo foram criadas algumas oportunidades, com Maxi Lopez chutando para fora e novamente Pikachu, de frente para o gol e a bola sendo novamente pela zaga, botando a bola para escanteio. E assim foi até o desfecho final aos 47, com Pikachu entregando a bola para Leandro Castan cruzar da direita para Ribamar empurrar para as redes desencantando e dando números finais à partida.

Com o resultado ontem, passamos de fase na CB e aguardaremos agora o próximo adversário, que sairá do confronto Avaí x Brasil de Pelotas. E embolsamos 1 milhão e 400 mil reais. Já dá para quitar os salários de funcionários e jogadores em relação a dezembro e décimo terceiro. Amém Ribamar e vamos em frente.