O caminho

IMG_20160124_111829

Favorito sem exagero algum, com a vantagem do empate e diante de sua fanática torcida, o Vasco vai a campo neste Dia das Mães em busca do bicampeonato estadual, visando repetir a façanha que aconteceu pela última vez há mais de vinte anos, fato que por si só revela a importância da decisão.

Discordo dos que reduzem o papel dos campeonatos estaduais. Primeiro: é neles que os clássicos são mais valorizados. Segundo: todo título é importante para as equipes de futebol, ainda mais as grandes, que construíram sua história com os troféus.

Recheado de jogadores tarimbados, o Vasco também soma pontos nesse quesito, que é fundamental na hora de uma decisão.

Claro, nada está decidido e cabe ao time vascaíno administrar a vantagem obtida na primeira partida, justamente numa falha do melhor jogador alvinegro: Jefferson. Esse é um recado claro: na batalha final, tudo pode acontecer, até o erro de um craque. Cuidado redobrado então.

Por ora, ficam de lado as críticas, a necessidade de reforços, a revitalização de um time com muitos veteranos, o principal foco do ano que é a volta à série A, a reclamação contra dirigentes. Quando chegaram os primeiros tijolos de São Januário nos distantes anos 1920, a vocação vascaína já era a da esportividade. E assim continua. Ao Vasco neste domingo, o que importa é ser bicampeão. O resto se resolve em seguida.

O Maracanã lotado vai dar gosto de ver. Que seja uma disputa admirável.

@pauloandel