Na Conta do Chá

O gol de Luan foi o bastante para mais uma vitória do Vasco na Série B e a consequente manutenção da invencibilidade de 29 jogos agora e mais a liderança da competição.

Quanto ao jogo, foi um jogo digno de um filme de 3 h de duração, chato , insosso e que faça a gente até dormir.  Foi um jogo em que aconteceu pouca coisa; mas pela sonolência e preguiça da equipe cruzmaltina poderia ter resultado em algum prejuízo.  O Tupi chutou duas bolas na trave.  Entretanto, Martin Silva só fez uma defesa no jogo todo.  Teve também um gol perdido por Thales em um cruzamento da esquerda. Pesou também o fato de Andrezinho ter saído com uma contusão muscular (coxa) logo aos 5 minutos de jogo.  Preocupante, porque atualmente Andrezinho é uma das peças da espinha dorsal desta equipe invicta há 29 jogos.  Para o próximo jogo terça-feira contra o Vila Nova, de Goiás fará falta certamente. Ainda não há o diagnóstico, ainda não há informação oficial, mas sendo contusão muscular, dificilmente terá recuperação até terça-feira; o tempo é curto.  E Nenê, sempre ele, em uma cobrança de falta , pouco depois do meio campo , cruzou precisamente na cabeça de Luan; também tivemos a  luxuosa colaboração do goleiro do Tupi no lance voando como se fosse um pássaro sem rumo tentando catar borboletas.

De qualquer forma, o que ficou claro no jogo de ontem é que, além da sonolência da equipe,  o Vasco precisa contratar o mais rápido possível , um atacante de área, se possível outro de lado de campo.  O gol foi marcado por Luan, um zagueiro.  Ok, excelente zagueiro, faz os seus gols, mas nem sempre será assim. No jogo conta o CRB, pela Copa do Brasil, foi preciso improvisar um zagueiro como centroavante e felizmente Rafael Vaz correspondeu.   Só que não poderemos contar com o imponderável na maioria das vezes.