Metade do caminho andado

Fim do primeiro turno. Temos a famosa gordura. Quatro pontos sobre o segundo colocado e nove sobre o quinto.

Quarta-feira, contra o segundo colocado, um elétrico Ceará, que tentou impor uma correria, o Vasco conseguiu amarrar o jogo e torná-lo uma missão indigesta para quem via. Foi um zero a zero chatíssimo, daqueles que provocam cabeçadas e que só os mais obstinados conseguem acompanhar até o fim. O time não jogou bem, mas soube segurar o placar que lhe interessava. Missão cumprida.

Falta ainda metade dessa chatura de campeonato da série B. As favas parecem contadas, mas reside ai um enorme perigo. Teoricamente estaremos, quando da metade do segundo turno, de volta à série A. Porém, um apagão de três jogos pode jogar o ano inteiro no lixo. É preciso que a seriedade empregada até agora seja mantida a todo custo. Acredito que isso baste. O time é muito melhor do que qualquer adversário da segundona.

Se esse time é suficiente para o ano que vem, começaremos a ver em breve. Na Copa do Brasil, enfrentaremos o Santos nas oitavas de final. Estes sim, os jogos mais importantes do ano. A Copa do Brasil é a cereja do bolo de um ano no qual as coisas em campo vêm dando incrivelmente certo. É ela que pode nos levar a um 2017 realmente fascinante, depois desse brasileiro modorrento.

Não dá pra saber o que vai sair desses confrontos. Escrevo na madrugada de quinta, depois de cochilar outro zero a zero entre Santos e Flamengo. Se futebol fosse justo, o Santos teria perdido. Houve até um pênalti pro Flamengo não marcado no último lance do jogo. Uma raridade espantosa! O Santos foi muito mal. Sim, faltam seus principais jogadores, que estão na seleção olímpica, mas não vi nada de muito assustador não. Aliás, não há um único time consistente e jogando bem na 1a divisão. Sete times embolados no topo, num perde-e-ganha interminável.

Até este time horroroso do Flamengo se mantém nos primeiros lugares. Houvesse ganho hoje, dormiria – quem diria – líder.

Sabendo disso, acredito sim que possamos ir adiante na Copa do Brasil. Não dá pra temer time algum dos que temos pela frente. É tudo equilbrado. Inclusive o nosso. Oremos.