Léo Matos, o bestial

Já se sabia que a inferioridade técnica era flagrante, o urubu luta pelo título e que a derrota seria normal. Mas no primeiro tempo, o time cruzmaltino vinha bem defensivamente errando pouco. Mas Léo Matos pôs tudo a perder em uma lambança patética e o Vasco perdeu o jogo.

O jogo foi fraco tecnicamente e o urubu jogou para o gasto. Mesmo assim, ganhou e foi o suficiente para permanecer na briga pelo título. O Vasco atuou bem defensivamente e o Flamengo só fez o gol por conta do pênalti ridículo do Léo Matos. Antes disso, o Flamengo só teve 2 chances, apesar do domínio, com 70% de posse de bola. Uma aos 17, em uma bobeira de Marcelo Alves e Gabriel chuta em cima de Fernando Miguel. E aos 26, com uma bomba de Gerson de fora da área e outra defesa de Fernando Miguel. Fora isso, a marcação cruzmaltina era muito boa. Porém, aos 45 minutos, lançamento de Éverton Ribeiro da meia direita e Léo Matos empurra bisonhamente Bruno Henrique que foi parar dentro do…. gol. Lance ridículo que custou o pênalti, com a cobrança perfeita de Gabriel. No entanto, apesar do bom jogo defensivo, o Vasco não deu um ataque sequer, ressalte-se.

O Vasco mudou a postura no segundo tempo. Nos primeiros 15 minutos, teve 2 chances, uma com Ygor Catatau aos 11 minutos com boa defesa de Hugo Souza e Cano aos 17 em que Henrique cruzou, Marcelo Alves escorou e Cano perdeu com uma finalização bisonha. Aos 32 minutos, Pikachu cobrou uma falta e Hugo Souza fez uma bela defesa colocando a bola para escanteio. O Urubu jogou no contra-ataque no segundo tempo, mas finalizou pouco, mas aos 37, finalizou certo. Em cobrança de escanteio de Éverton Ribeiro, Bruno Henrique sobe mais do que Carlinhos e cabeceia mortalmente, sem chances para FM. Cano ainda tentou aos 39, em uma jogada de Henrique, mas Hugo Souza coloca novamente a escanteio. Fim de jogo.

Próxima rodada é confronto direto e decisivo contra o Fortaleza na Arena Castelão. Uma guerra em Fortaleza. A vitória nessa partida é desejável, uma vez que depois vêm Internacional de Porto Alegre e gambás na Arena Corinthians. O ideal é ganhar a próxima partida e depois, arrancar um empate contra o Internacional. Fortes emoções nas duas próximas rodadas.