Juntar os cacos e o futuro

Aconteceu o esperado. Estadual não é parâmetro para nada. Os urubus ganharam mais uma vez e ganharam com sobras. No entanto, não é uma referência. A verdade é que o time cruzmaltino tem sérias limitações. AV tem sua parcela de culpa, perdeu o grupo. Mas não bastará apenas trocar o técnico. E com perspectivas sombrias, más administrações em 18 anos. Para o seu reerguimento, o Vasco levará ainda tem um bom tempo pela frente.

O jogo de hoje foi o relfexo da flagrante diferença técnica entre nós e eles. Hoje os urubus colhem os frutos de um trabalho que começou há 6 anos. O primeiro tempo foi assim: um time marcando bem, ditando o ritmo de jogo contra outro limitado tecnicamente e que para agravar ainda mais a situação, ganhou quando quis. Com 30 segundos, o primeiro chute. E o Vasco sequer trocava passes. Passes errados em profusão. Aos 15, Gabriel corre impedido pela direita e sofre falta de Raul. Cobrança de Diego na área, Werley falha e William Arão sobe e abre o placar para os urubus. 11 minutos depois, Gabriel corre nas costas de Cáceres e chuta para defesa de Fernando Miguel. E um minuto depois, novamente Gabriel corre nas costas de Cáceres e cruza para Diego tocar para outra defesa de Fernando Miguel. O time cruzmaltino teve 3 chances, com Lucas Mineiro aos 25, Lucas Santos aos 37 e a bola bate em Rodrigo Caio e Danilo Barcelos aos 42 para defesa de Diego Alves.

No segundo tempo, o Vasco voltou mais disposto e aos 3 Pikachu chuta e Diego Alves faz a defesa. E aos 12, novamente Pikachu chuta e Maxi López desvia de letra rente à trave. Mesmo assim, os urubus mantinham o jogo sob controle . E aos 38, o tiro fatal: Diego lança a bola entre Werley e Castan; Vitinho aparece nas costas de Castan e toca, livre, sem chances para Fernando Miguel. Aos 40, Danilo Barcelos acerta o travessão. Acaba o estadual 2019 para nós. Ato final.

AV acabou de ser demitido. E assim, em frangalhos, temos o jogo do ano, quarta-feira contra o Santos, Copa do Brasil. O de hoje, não era tão relevante, com todo o respeito ao título dos urubus. Melhor seria entrar com o Sub 20 hoje. Marcos Valladares, por sinal técnico do Sub 20, dirigirá a nau cruzmaltina em turbulências sérias. Juntando os cacos agora. E qual o futuro que nos espera daqui para a frente ? Elenco limitado, poucas perspectivas de melhoria a curto prazo. Difícil. Não sabemos, mas que Deus salve o Vasco da Gama.