Invencibilidade caiu

Uma hora poderia ocorrer. E infelizmente ocorreu. Com um time misto com apenas 3 titulares, o Vasco sofreu sua primeira derrota hoje para a equipe da Cabofriense por 2 a 0. Talvez fosse melhor ser contra o urubu e tals. Mas quem nos tirou a invencibilidade foi Valdir Bigode.

O Vasco dominou o jogo, mas perdeu um caminhão de gols. Mesmo com um time quase reserva, criou muitas chances. Mas o que vale é bola na rede. Aos 8 minutos, cruzamento de Bruno César e Marrony acerta a trave e na volta, Marrony cabeceia e George defende. Mas um minuto depois, a Cabofriense abre o placar: cruzamento da direita e Rincon aparece entre a dupla de zaga e toca para o fundo do gol. O Vasco não se abalou e aos 14 minutos, Henrique toca para Marrony que cruza e Ribamar chega atrasado no lance. E pouco depois, outro cruzamento da direita e Marrony perde com o gol vazio.

No segundo tempo, novamente o Vasco volta pressionando e aos 4 minutos, Bruno César lança Ribamar que toca fraco para a defesa de George. Após esse lance, o Vasco esbarrou na retranca do tricolor praiano, até que aos 22 minutos, lançamento preciso de Thiago Galhardo para Rossi que tenta duas vezes e George defende nas 2 vezes. Só que quem não faz…… toma. E aos 33 minutos, cobrança de escanteio da direita e Bruno Lima sobe entre os zagueiros cruzmaltinos e faz 2 a 0 para os tricolores praianos, dando números finais a partida.

Perdemos a invencibilidade. Uma hora aconteceria. Resta saber agora, se daqui para a frente essa perda redundará ou não em uma queda da equipe cruzmaltina. AV não precisava poupar tantos jogadores assim. Mas já foi. Bola para frente.