Gigante no Basquete

Amigos,

Está difícil esse martírio até nossa subida de fato pra série A. Como o Vasco tem jogado mal! Nem culpo mais o Jorginho, porque vejo seu esforço em tentar colocar o que tem de melhor nesse elenco pra jogar.

Não duvido que ele treine o time, mas sabe aquela máxima do futebol: treino é treino, jogo é jogo? Então…

Nossos adversários são horrorosos e temos de fato contado com a sorte.

A falta de estímulo para jogar a série B contaminou os torcedores, porque enquanto existia a invencibilidade tinha algo para manter a chama acesa e também a provocação saudável. Hoje o que existe? A renovação de alguns velhotes do time para ano que vem e a falta de perspectiva. Não vemos planejamento para o próximo ano.

Sinceramente, não quero passar por isso mais uma vez. Espero que esse ano passe logo para ser esquecido. Que nunca mais a torcida Vascaína precise ser massacrada por péssimas apresentações e que possamos voltar aos tempos de glórias.

Nem sempre ganharemos, mas que os times saibam o que significa vestir essa camisa e nos representem dignamente em campo.

Sinceramente, se hoje você, torcedor, olhar para o campo e buscar um jogador com o qual se identifique, você saberia apontar algum? Eu só citaria Martin Silva. Ele também falha, primeiro porque é humano, segundo porque nossa zaga se tornou uma mãe pros adversários.

E isso é um questionamento que faço. Como essa mesma zaga, que era a menos vazada do Brasil, desaprendeu a jogar bola? É possível? O que de fato aconteceu com esse time? Claro que ser campeão carioca não é parâmetro pra nada, mas éramos os invictos no mundo todo.

Dizer apenas que a possibilidade de grupo rachado está fazendo esse impacto todo seria certo?
Sinceramente, o jogador que quer derrubar um técnico mostra que não é profissional. Ele afirma que só pensa nele e não no clube e na camisa que veste. Mostra ego e arrogância em querer comandar e desrespeitar hierarquias. Será que é isso mesmo? As vezes duvido. Acho que faltam pernas, falta estímulo e falta um pouco de amor. Amor ao bom e velho futebol.

Eu, na minha vida, me dedico muito a tudo que faço. Às vezes sou obrigada a fazer coisas que não são prazerosas, mas que são necessárias. Dou o meu máximo, então por que jogadores ganhando fortunas não podem em apenas 90 minutos se dedicar também? Se não tem técnica, precisa ser na vontade.

É hora de dar espaço pros meninos e começar a planejar o próximo ano.

E que nos tempos de um futebol mais físico e menos técnico que haja pelo menos amor em campo. Isso faz muita diferença. Pelo bem do futebol.

Que Pai Santana continue olhando por nós e que Nossa Senhora das Vitórias e São Januário nos dêem força, paciência e fé para acreditar em dias melhores.

++++++

Agora é hora de falar de coisa boa. Nosso basquete está de volta.

Segunda começa o estadual, com o primeiro clássico em general severiano: Botafogo x Vasco. É a hora de colocar o time em quadra e começar a temporada.

O time vem treinando forte desde agosto, quando retornaram de férias, tanto fisicamente como taticamente. Reforços vieram e vamos com tudo esse ano. Vai ter estadual e campeonato amistoso no Ceará – onde jogaremos nosso primeiro clássico contra a mulambada e o NBB9.

Muita força ao time. Vamos voltar aos tempos de glória.

Nesse primeiro jogo já está confirmada apenas a presença da torcida do time com mando de quadra.

O já divulgado é que, contra a mulambada, quem tiver o mando terá apenas sua torcida presente e já confirmado local: Tijuca Tênis Clube.

#ELESTREMEM
#OCAMPEAOVOLTOU
#GIGANTENOBASQUETE

+++++

Sempre ao seu lado. Incondicionalmente.

+++++

E você já é Sócio do Vasco? Está esperando o quê?

+++++

Toda segunda-feira tem o programa FALA VASCAÍNO às 22 horas. Não percam!!!!

www.youtube.com/falavascaino

Carolina Sousa

E-mail: carolinasousao@globo.com