Flamengo, a partida mais importante do ano

“Relaxa, na quarta vcs ganham de nós novamente. Aí acham que está tudo bem.”

Frase de um amigo flamenguista na minha timeline ontem à noite.

Não, não está tudo bem.

A começar pelo completo silêncio da instituição acerca da desastrosa – para ser bonzinho – arbitragem de ontem. É inadmissível que tenhamos visto o que vimos se passar ontem no Serra Dourada e nenhum representante da diretoria do Vasco da Gama tenha vindo a público até agora, 13h do dia seguinte, protestar contra aquilo. Luis Flávio de Oliveira, que tem razões históricas e familiares para detestar o Vasco e, principalmente, a atual gestão que nos desgoverna, não poderia jamais apitar jogos do Vasco. Este não é o primeiro no atual campeonato. Provavelmente não será o último. A omissão da diretoria é um desastre em todos os sentidos. Antes, ao permitir a escalação sem nada dizer. Depois, ao não dar um pio acerca da atuação do juiz e do bandeirinha.

A marcação do pênalti foi tão absurda que nem o jogador do Goiás que participava da jogada entendeu o que se passava. Jorge Henrique foi expulso ao tomar um chute no pescoço. Mal encostou no adversário. O Vasco recebeu uma chuva de cartões amarelos enquanto o time goiano distribuiu cacete a torto e a direito impunemente.

Silêncio em São Januário. Nem isso Eurico faz mais.

Enquanto isso, Bandeira de Melo pressiona as arbitragens antes dos jogos com o Vasco. Foi assim em todos os últimos jogos que disputamos contra eles.

Para piorar, quem assistiu a transmissão do jogo pela tv acha que foi tudo perfeito. Negam, com a maior cara de pau, aquilo que está sendo mostrado pelas câmeras. Repetem apenas aquilo que se lhes interessa, sempre buscando legitimar a opinião. Contra o Vasco.

Ontem confesso que senti alívio ao ver que alguns amigos estavam vendo o mesmo jogo que eu. O time é um bando, mal armado, fraco técnica e, principalmente, psicologicamente. Não precisa de auxílio para perder. Mas recebe. Embrulhado para presente pela transmissão.

Isso tudo me embrulha o estômago. A arbitragem. A omissão completa da diretoria. A parcialidade das transmissões. E no final, eu sou o lunático que acredita em teorias da conspiração.

“O importante é ganhar do meu Mengão!”

Outra frase de flamenguista, lida hoje na internet. E essa esconde uma armadilha. É claro que é importantíssimo ganhar deles. É absolutamente fundamental. É o nosso principal rival. Queremos ganhar deles em qualquer disputa. Espero que ganhemos na 4a, de qualquer maneira, com este time horroroso, e que sigamos adiante na Copa do Brasil.

Isso não diminui a importância do “resto”. Do caos no campeonato braileiro.

Mas não se deixem enganar. Estamos no fundo do poço. Completamente ferrados. Mas da mesma forma que pro Vasco, esta é a única chance do mais protegido chegar a alguma conquista em 2015. Mais estruturados que nós, eles buscam desesperadamente uma vaguinha na Libertadores. Lembrem-se: em 2016, os milhões da Globo vão parar em suas contas. Portanto, este jogo de 4a feira, cuja importância eles tentam diminuir enaltecendo nossos enormes problemas, é nossa chance de sepultar as esperanças da Gávea em 2016. Para eles, portanto, interessa muito nos tirar do Maracanã na 4a feira. Tirar nossas esperanças. Enfraquecer (mais ainda) nosso time e torcida moralmente. Nos convencer a não ir ao Maracanã.

Resumindo: para mim, o jogo contra o Flamengo de 4a feira é a partida mais importante do ano inteiro, aconteça o que acontecer daqui para frente.

Portanto, eu peço que você, vascaíno, esqueça até 4a feira à noite as suas convicções políticas e as suas diferenças com torcida, diretoria, time ruim, técnico inexperiente, e ajude como puder o Vasco. Se estiver no Rio, vá lá. Berre a plenos pulmões. Vamos ajudar esse bando a ganhar esta final de mundial. Depois, 5a feira, a gente volta a protestar contra toda a incompetência que nos trouxe ao momento que estamos vivendo. De preferência estando bem felizes. Exatamente como ficamos 5a passada.

O inimigo é outro. E não nos quer ver fortes.

Vasco!

Posted By administrador

4 Comments

Diogo

Vc falou tudo, ninguém se pronunciou.. esse fdp do euvírus tá cagando pro Vasco! Como se nada tivesse acontecido.

Cara queria muito ir nesse jogo, muito mesmo, mas sei lá gastar 80 reais por causa desse bando, pesa muito no bolso..

Eduardo

Concordo plenamente com o texto. O Vasco foi roubado vergonhosamente no Serra Dourada. O “time” foi um bando mais uma vez. Foi ridículo. Mas isso não pode servir para justificar essa roubalheira nem mesmo para atenuá-la. Infelizmente parece que o “time” atingiu o fundo do poço e agora ninguém liga mais para nada. O irmão desse merda que apitou o jogo também era pródigo em expulsar jogadores do Vasco e arrumar penalties para os nossos adversários. Lembro que na partida em que eliminamos o urubu no brasileirão de 1997 com a goleada de 4×1 o Paulo César de Oliveira expulsou o Nélson no primeiro tempo, inventou um pênalti para eles e absurdamente não expulsou o jogador Athirson, que praticamente implorou para ser expulso, tantas foram as faltas violentas que fez. O Vasco trucidou o urubu naquele jogo mas o Paulo César de Oliveira bem que fez a sua parte. Foi disparado o melhor “jogador” do urubu em campo…Será que é tudo coincidência?
Tenho a mesma visão que você em relação ao jogo da próxima quarta. Temos que vencer primeiro por que é bom pra nós e segundo por que é ruim para eles. E não falo isso por mera rivalidade. Com a diferença brutal nas cotas de televisão, presente da desgraça chamada dinamite, não podemos permitir que o fosso fique ainda mais fundo. Se somarmos a diferença das cotas com a perda que teremos com o rebaixamento a situação já ficará feia. Se eles conseguirem uma classificação para a Libertadores então aí é que a vaca vai pro brejo de vez. A espanholização ficará quase irreversível. Vencer na quarta é mais do que permanecer vivo na Copa do Brasil. É permanecer vivo na disputa contra o odiado e sempre ajudado rival. É permanecer vivo na luta pela nossa tradição e pelo nosso direito de sermos eternamente grandes. Temos que ganhar a qualquer custo, mesmo que seja preciso arrebentar algumas fuças jogar sujo. Temos que pressionar a arbitragem sem dó e sem pena e FODA-SE A IMPRENSA!

Alguns dizem que precisamos de mais vascaínos na imprensa. Na verdade precisamos é de vascaínos de verdade, com culhão. No jogo de sábado tínhamos um “vascaíno” comentando. E o que vimos? Um MERDA com medo de dizer o que qualquer um que conhece um pouquinho de futebol viu que estava acontecendo, ou seja, UM ROUBO CONTRA O VASCO! Que diferença fariam vinte Lédios Carmonas, por exemplo? Se toda a equipe do Sportv fosse formada por “vascaínos” de merda que nem ele que diferença faria? Alguém pode me responder?

Eduardo

O que é um time de futebol profissional?
É um grupo formado por atletas com um talento acima da média da população para jogar futebol. É um grupo formado, na imensa maioria das vezes, por pessoas que desde garotos jogam futebol dentro das regras da FIFA, em campos grandes, com onze jogadores de cada lado e guardando posições definidas em campo. São pessoas que além do talento acima da média da população também possuem um conhecimento adquirido através dos anos de prática do esporte nas categorias de base. Essas pessoas adquirem noções de futebol que faltam para os chamados peladeiros. São noções de posicionamento, marcação, antecipação, etc…Essas noções independem de esquemas táticos. Se pegarmos onze profissionais e formarmos um time tal qual são formados os times de pelada o que acontecerá é que esses profissionais mesmo sem um treinador e sem um esquema tático ainda assim conseguirão formar um time com os jogadores bem distribuídos em campo, guardando posições e com noções de ataque e defesa.
E por que eu disse isso tudo? É pra dizer que antes de cobrarmos que o Vasco tenha melhores jogadores, melhor treinador, melhor preparador físico, melhor diretoria e melhor esquema tático é preciso que antes o Vasco jogue COMO UM TIME DE FUTEBOL. O Vasco não pode ser comparado com o Atlético-MG, com o Joinville, com o Avaí, com o Internacional, etc…O Vasco não pode ser comparado com nenhum time do campeonato precisamente por que o Vasco não é um time de futebol. Só podemos comparar times com times. O Vasco a cada jogo lembra um bando de peladeiros escolhidos nas redondezas do estádio em cima da hora para entrar em campo. O Vasco não é um time ruim. O Vasco não é um time péssimo. O Vasco na verdade NÃO É UM TIME. É ridículo dizer isso mas é verdade. O que acontece com o Vasco eu confesso que nunca vi acontecer com outros times. Na verdade já vi sim. E foi com o próprio Vasco, na série B do ano passado. O Vasco toma gols que ninguém mais toma. Os jogadores do Vasco, todos eles, não ganham na corrida de NENHUM ADVERSÁRIO. O Vasco contra a Chapecoense parecia estar jogando com cinco a menos depois da expulsão do Cristiano. O time da Chapecoense chegava na área do Vasco EM TODOS OS ATAQUES, SEM NEHUMA EXCEÇÃO. O número de passes para o lado e para trás do time do Vasco no campeonato deve passar de um milhão. O time não avança, não ataca, não força os adversários a recuar e não marca pra valer. Assistir jogos do Vasco é exasperante. É inacreditável. Contra o Goiás uns cinco ou seis lançamentos diretos da defesa para o ataque do time goiano se transformaram em ataques perigosíssimos em apenas dois toques. Um zagueiro goiano dava um bico pra frente, alguém do ataque dava mais um toque na bola e pronto, lá estava um atacante cara a cara com o nosso goleiro. Em nenhum lugar do mundo vemos acontecer. Apenas nos jogos do Vasco. No jogo com o Corinthians o terceiro gol dos paulistas surgiu depois de uma jogada de lateral ao lado da grande área do Vasco. Bateram o lateral, alguém recebeu a bola e tocou para outro jogador que saiu enfileirando os jogadores do Vasco até tocar a bola para o Elias, que fez o gol. Quem toma gol assim hoje em dia, meu Deus do céu? As cobranças de lateral direto para a grande área se popularizaram justamente por que hoje em dia é praticamente impossível você conseguir fazer uma jogada com a bola no chão perto da grande área após a cobrança de um lateral por causa da marcação feroz. Mas o Vasco consegue tomar gol assim! Os exemplos de absurdos acontecidos em jogos do Vasco nesse campeonato são infindáveis. Acho melhor para por aqui. Desculpe o texto longo, mas eu estava precisando desabafar. Está difícil.
Saudações Vascaínas!

Marcio

concordo com tudo amigos, ganhando deles estaremos um pouco menos tristes, mas os problemas não podem ser esquecidos. Abraço a todos.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *