Flacaixa, poupançudos, associados, livros, ingressos e oposição

Como planejado, fui hoje a São Januário tentar resolver o problema do meu título de sócio do Vasco.

O sistema estava fora do ar. Voltarei pra Brasília sem ter resolvido esse problema. A funcionária, super solícita, me deu um email de contato para que eu tente despachar este ebó por meio eletrônico. Só acredito vendo. Mais uma ida à toa a São Januário. Mais uma vez o cliente querendo consumir e saindo frustrado do contato com o Vasco.

Não querem meu dinheirinho.

De que adianta a gente pedir pro vascaíno ser sócio se não se consegue?

WP_20150610_11_36_00_Pro

Passei então na loja. Estão liquidando o respeito, a módicos 49,90. Tem pelo menos dois modelos à venda, com grandes quantidades disponíveis. O respeito voltou, mas não vendeu. Pelo visto não caiu nas graças da torcida…

WP_20150610_11_42_57_Pro

Uma lástima, verdadeira vergonha, que na loja do Vasco se venda apenas e tão somente o livro do Eurico. Temos uma história riquíssima e vasta bibliografia. Se se quer oferecer livros na loja, que não se faça a (in)explicável palhaçada de termos montanhas de um livro só. Mal comparando, nem nas Igrejas se vende apenas a bíblia, o livro do todo-poderoso.

WP_20150610_11_44_40_Pro

*****

Após a ida a São Januário, fui com minha filhinha visitar meus pais. Minha mãe tem por costume juntar moedas de um real pro cofrinho da Manu. Olho pra cômoda da casa e lá está um “poupançudo”, um destes bonecos horrorosos da Caixa que você ganha se fizer um depósito acima de 200 reais em poupança. Chego perto e vejo um boneco do…Corinthians!

– Tá maluca, mãe? Corinthians?
– Humpf. Cheguei lá (agência na Tijuca) e pedi pro gerente um do Vasco.
– Ih dona, do Vasco só veio uma caixinha e acabou rapidinho. Só temos um monte do Flamengo e do Corinthians. Recebemos caixas e mais caixas.

Comentei sobre isso com o Andel, que disse que os colegas de trabalho dele no centro da cidade do Rio passaram pelo mesmo problema em todas as agências das redondezas.

Ou seja, a criança cujo pai fizer depósito na caixa, na prática ganhará um boneco do Flamengo ou do Corinthians, torça pra quem torcer. E se não torcer pra ninguém, ganha logo um boneco do mengão pra incentivar a se tornar mais um torcedor do mais depositado, digo, mais querido. É ou não é a FlaCaixa, o complemento perfeito da Flapress?

Dá pra imaginar que a essa altura você possa estar pensando que isso é teoria da conspiração da minha parte. Que estou criando chifre em cabeça de poupançudo. Então te convido a visitar o site dos poupançudos da caixa, especificamente as páginas:

http://poupancudos.com.br/saiba-como-ganhar e
http://poupancudos.com.br/monte-seu-poupancudo/

O Vasco, parceiro da Caixa há mais de um ano, sequer é citado no site. Como o Vasco renova uma parceria desse porte e ninguém vê isso? O principal patrocinador do clube nos esquece na principal promoção do banco ligada ao futebol? Com a palavra, o marketing do Vasco.

*****

“Após pressão da Oposição, Vasco reduz preço dos ingressos

Atenção diretoria, só isso não basta,[sic] ainda é possivel[sic] tornar mais acessível,[sic] são necessárias outras ações para trazer a torcida de volta, não obstante a melhora da performance do time,[sic] o qual[sic] acreditamos,[sic] que tal colocar o marketing do clube para bolar algumas promoções?”

Não creio que tenha sido só a “oposição” que tenha pleiteado a redução dos preços. Pelo menos o que eu entendo ser “oposição” no Vasco da Gama. Mas é difícil compreender nesse texto quem é essa entidade citada. Quem é a Oposição, com letra maiúscula? Aqui no Panorama esse assunto foi abordado algumas vezes. Somos oposição? Situação? Acho que não somos nada. Ainda.

Eu juro que me esforcei pesadamente para não entrar nesse mérito, mas hoje não deu. É incrível que um grupo tão importante politicamente no nosso clube se manifeste oficialmente em seu site com um português tão lamentável. Há trechos neste parágrafo, transformado em frase por vírgulas intermináveis, que sequer fazem sentido. Já tive a oportunidade de fazer essa crítica pessoalmente, infelizmente sem resultado.

Muita coisa tem de melhorar em nosso Vasco. Até o português da oposição.

Posted By administrador

3 Comments

Diogo

É.. não tá fácil ser Vasco hoje em dia!
Já tinha ouvido por alto essa história sobre os poupançudos.. ai dps vem me dizer que o respeito voltou!

Daniel_Vascaíno

Eu li o livro, e você??? Caso não saiba, no livro consta a História do Vasco desde a sua fundação!!!!! Eurico só entra na jogada quando o livro retrata o Vasco na década de 1940, quando Eurico nasceu!!!!! Antes de falar besteiras ao vascaíno, se informe!!!!!!

administrador

Prezado Daniel,

Muito obrigado pela leitura.

Sim, li o livro. E não há no texto crítica alguma ao livro em si. Eis o que escrevi:

“Uma lástima, verdadeira vergonha, que na loja do Vasco se venda apenas e tão somente o livro do Eurico. Temos uma história riquíssima e vasta bibliografia. Se se quer oferecer livros na loja, que não se faça a (in)explicável palhaçada de termos montanhas de um livro só. Mal comparando, nem nas Igrejas se vende apenas a bíblia, o livro do todo-poderoso.”

Eu espero muito mais de uma loja do Vasco.

Grande abraço.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *