Finalmente, as pazes com as vitórias

E finalmente depois de 6 jogos, o Vasco venceu. Há pouco, com algum sofrimento, a equipe cruzmaltina conseguiu derrotar o time do Oeste, de Itápolis por 3 a 2. Porém, com uma certa dificuldade e na última bola.

Mais uma vez no todo, o Vasco não jogou bem. Dessa vez apresentou alguns lampejos do Vasco que ficou 34 jogos invicto. Mesmo assim na maior parte do tempo, o Oeste teve mais posse de bola, dominando a partida. Mas pecou nas conclusões; ainda assim fez dois gols no Vasco, que aliás não passa um jogo sem tomar pelo menos um gol. Incrível a queda vertiginosa de produção de nossa defesa.

No primeiro tempo, o Vasco começou a partida em cima, encurralando o Oeste, marcando a saída de bola do adversário. Nos primeiros 10 minutos, Éderson teve a primeira oportunidade, defendida pelo goleiro Felipe Alves. Mas, por volta dos 25 minutos não teve jeito: falta na entrada da área, cobrança de Nenê com categoria, no contrapé de Felipe Alves. 1 a 0. Alguns minutos depois, cruzamento da esquerda e toque de Ederson de chapa e Vasco 2 a 0. Em menos de 30 minutos, o Vasco já tinha 2 a 0; então tudo parecia caminhar para uma vitória tranquila e então jejum quebrado. Só que não. Alguns minutos depois, ainda no primeiro tempo, cruzamento da esquerda, defesa cruzmaltina fica parada, ocorre um passe de cabeça na área do Vasco até Ricardo Bueno completar para o gol. Vasco 2 a 1.

E no segundo tempo, o Vasco voltou mais disposto a decidir a partida; mas novamente em mais uma falha da defesa cruzmaltina, troca de passes do time do Oeste, até que a bola chega para Crizan que toca colocado no ângulo esquerdo de Martin Silva. 2 a 2. Novamente, o Vasco demonstra uma clara queda de rendimento e, depois de fazer o segundo gol, o Oeste passou a dominar o jogo, trocando passes, cansando o já fisicamente combalido time vascaíno. No entanto, troca de passes nem sempre é determinante para se vencer um jogo; e em uma bola cruzada da direita, aos 48 minutos, nos acréscimos, cruzamento da direita e Yago Pikachu, livre, deu um toque de leve para dar a vitória ao Vasco por 3 a 2. Valeu pela quebra do jejum de 6 jogos sem vitórias e pela liderança. Mas o time continua jogando regularmente mal.