Esqueçam suas calculadoras!

É sério: eu não aguento mais simular resultados, fazer cálculos infinitos, julgar probabilidades e utilizar estatísticas! CHEGA!

Já fiz essa pergunta por aqui algumas vezes, mas vou repetir: você… É, você mesmo, meu irmão vascaíno! Você mudará de time se o o rebaixamento acontecer? Não, né?

Então deixemos as contas para os secadores/jornalistas/rivais de plantão. Façamos o que devemos fazer. Façamos aquilo que nos define: TORÇAMOS!

A matemática é uma ciência exata, mas o futebol nem é ciência e muito menos é exato. Acreditemos no que é difícil. Naquilo que parece impossível.

Esse time. Essa equipe. Esses jogadores não merecem o provável destino que os aguarda. Que nós tenhamos o mesmo discernimento que tivemos no fim da série B no ano passado, quando vaiamos os jogadores, mas nunca o clube, e aplaudamos esses jogadores.

Você queria um time para ser campeão? Eu também!! Mas diante das circunstâncias, é o que temos. E dentro de nossas combalidas possibilidades, esse time não tem feito feio.

Pois então vamos encher a nossa casa. Vamos fazer o que nos cabe. Vamos torcer enlouquecidamente!

Vamos à São Januário no próximo domingo! Vamos ao Couto Pereira na última rodada!

Façam todas as suas mandingas! Pratiquem todas as suas superstições!

Tenha orgulho do seu time, do seu clube. 117 anos de uma linda história não se apagam com 15 anos de decisões erradas.

Fomos forjados assim. Nunca nada foi fácil para o Vasco da Gama. Nascemos do improvável, vencemos o status quo, nos mantemos contra tudo e contra todos. Vivemos contra a maré. Contra a má vontade e a má fé da mídia comprometida. Contra as maiorias populistas.

Somos vascaínos! Até que a morte nos separe.