E o Nenê…?

Confesso a vocês que tenho muitas dúvidas em relação ao aproveitamento do Nenê. É fato que tanto no jogo anterior contra o Corinthians como no jogo de ontem contra o Sport, o Vasco mudou depois de sua entrada. Mas será que isso só aconteceu justamente porque ele entrou no segundo tempo…? Porque só jogou um tempo? Será que ele ainda pode ser útil durante os 90 minutos?

Que ele é um jogador acima da média ninguém tem dúvida, mas o tempo é implacável com todos, e quando ele cansa, jogamos com menos um. E a posição dele exige o esforço de ajuda na marcação.

Já reclamei por aqui de sua barração, mas cada vez me convenço de que a estratégia de guardá-lo para determinados momentos, parece-me uma boa sacada de nosso técnico.

Pelo menos até agora…

Comentando ainda sobre o jogo contra o Corinthians, fomos do céu ao inferno em poucos minutos de jogo. Quando tudo indicava que iríamos partir para uma reação heroica – o que seria mais uma vez algo com a nossa cara, o ótimo time adversário, não se abalou e demonstrou uma frieza incrível, mesmo com toda a festa que a torcida fez depois do empate.

Claro que ajudou muito nossa fraqueza na defesa. Algo que Milton Mendes tem que ajustar o mais rápido possível. Foram 6 chutes a gol do adversário, com 5 gols… Nossa defesa é, até o momento, a mais vazada do campeonato!

E ele tentou no jogo de ontem, ao barrar o Yago Pikachu pela entrada do volante Wellington. Se a marcação melhorou, nossa criação ficou muito ruim e único chute sério que demos no primeiro tempo só foi acontecer aos 42 minutos!

Eu arriscaria manter Jean e Douglas como volantes. Só é preciso esclarecer bem as coisas com o DG. Deve-se deixar claro onde ele tem que jogar. Seu rendimento é bem melhor quando ele joga de segundo volante. Na armação mais a frente é falho demais.

No mais, destaque para Luiz Fabiano, cada vez mais em forma e mostrando o grande artilheiro que sempre foi. O primeiro gol foi daqueles para se gravar e passar nos vídeos de formação de centroavantes. Uma cabeceada quase de costas, no canto, longe da ação do goleiro e antecipando-se à reação do zagueiro.

De ruim, mais um pênalti… O sexto em seis jogos… E o pior: na minha opinião, nenhum desses foi algo que não dava para marcar de jeito algum. O de ontem então… Foi escandaloso! O que leva o jogador a cometer uma falta dessas é, até hoje, depois de mais de 40 anos de arquibancada, um mistério para mim.

Aliás, Gilberto está muito ruim… Não acerta um cruzamento sequer (no segundo gol, ele na verdade chutou a gol e errando, acabou cruzando para o Douglas finalizar), e é muito frouxo na marcação. O problema é que quando olha-se para o banco e a opção é o Madson… Talvez o Pikachu que, ao menos, cruza melhor…

Seria muito leviano de minha parte afirmar que vi com detalhes a confusão nas sociais ocorrida no jogo contra o Corinthians. Apesar de estar lá, quando percebi a confusão, só deu para ver um empurra-empurra sem identificar quem começou ou quem cometeu excessos.

De qualquer forma, lendo as manifestações nas mídias e a tal “nota oficial” do Vasco, para mim fica muito claro o que aconteceu.

Uma vergonha termos que ver o clube que primou pela democracia na sua história, ser hoje regido por um déspota, por um tirano que reprime aqueles que não concordam com sua “gestão”.

Mas se por um lado há essa vergonha, no jogo de ontem, nossa torcida me encheu de orgulho mais uma vez e mostrou ao mundo qual é a essência de nosso DNA! A plenos pulmões gritou, mesmo diante da vitória – ao contrário do que afirmara a tal “nota oficial”, o famoso “FORA EURICO!!”.

Sigamos com os pezinhos no chão: agora faltam 37 pontos.

…Esse algo a mais que eu estou falando está na cara de vocês… É só procurar.

Não é o capacete – o capacete é igual para todo mundo. Não é o “shoulder pads” – o “shoulder pads” -e igual para todo mundo. (…)

Mas vocês tem uma coisa que eles não tem… Vocês tem isso aqui! Vocês tem isso aqui!! (…) Vocês tem essa CRUZ DE MALTA!!

Essa CRUZ DE MALTA carrega 117 anos de história!  É por causa dessa CRUZ DE MALTA que negros e brancos jogam juntos!  É por causa dessa CRUZ DE MALTA que ricos e pobres competem lado a lado!

É muita história! É muita tradição! Vocês representam milhões! Não são milhares, são milhões de pessoas que vocês representam!

Esse é um time que DESCONHECE dificuldades! Para esse time, obstáculos, dificuldades não assustam, eles motivam! Provocações e deboches dos adversários não nos apequenam, eles nos levantam! Eles fazem sermos os GIGANTES que nós somos! Eles fazem vocês lembrarem da história que vocês trazem no peito!

Gabriel Mendes – técnico do Vasco-Patriotas

Diante desse discurso que dispensa qualquer legenda, quem vocês acham que tem razão nesse “disse me disse” com essa atual diretoria do Vasco?

Muito lamentável perdermos uma equipe que SEMPRE honrou nossa camisa e nossa história sem nunca sequer receber algo de volta do clube.

Ao menos desse escriba aqui, você receberão sempre o tratamento merecido e honroso que merecem.

Muito obrigado por tudo e se tudo der certo, no ano que vem vocês voltarão a defender essa CRUZ DE MALTA como sempre fizeram com tanta honra e seriedade, ao contrário de uns e outros que hoje infestam os corredores de São Januário.

Foto de capa: Buda Mendes / Getty Images