E 2014 voltando com toda a força, será que subiremos ?

Para quem não se lembra há dois anos atrás, com Adilson Batista, depois Papai Joel, derrota de 5 a 0 para o Avaí em pleno São Januário. Não tivemos uma humilhação tão grande esse ano em SJ, mas perdemos para Paraná, Paysandu e Vila Nova de Goiás. O Vasco subiu na antepenúltima rodada, no Maracanã vencendo o poderoso Icasa por 1 a 0, que na ocasião caiu para a Série C, gol de Thalles. E tomamos uma bola na trave no final do jogo. E xingaram o banana até o talo. Agora em 2016, o filme parece se repetir. O Vasco agora está em terceiro lugar. E só não sai do G4 na próxima rodada porque Avaí e Náutico se enfrentam.

O que se viu ontem, quando empatamos em 1 a 1 com o Luverdense! Isso mesmo, Luverdense em São Januário. Um jogo em que fomos dominados, o que já se tornou rotina nos jogos. No primeiro tempo, tivemos duas chances com Thalles e em uma delas, o lançamento preciso de Nenê e Thalles, na cara do gol, só teve o trabalho de colocar a bola no fundo da rede. Só que o Luverdense perdeu uns gols antes. O jogo em si também era de baixo nível técnico e assim foi o jogo todo. Simplesmente muito pouco ou nada a falar. Mas pelo menos estávamos a vencer por 1 a 0 e isso bastava.

O panorama no segundo tempo não mudou. O Luverdense continuou a martelar a nossa defesa que rechaçava as bolas de qualquer maneira. Jordi fez duas boas defesas, em uma delas teve uma saída corajosa nos pés do atacante do Luverdense até que aos 6 minutos, em um córner da ponta esquerda, cabeçada do ataque do Luverdense, Jordi defende parcialmente e a bola sobra limpa para Alfredo empurrar para as redes. 1 a 1. E depois disso, uma atuação melancólica de nossa equipe em que errávamos tudo que tentávamos. Cada ataque do Luverdense era um Deus nos acuda. No final das contas, até temos que agradecer, pois poderia ter sido pior. Tivemos uma chance com Luan no final do jogo, mas o zagueiro deles tirou em cima da linha. O fato é que o Vasco não vem jogando bem ou não vem jogando há um bom tempo. E isso é bem preocupante. Se continuarmos jogando o que a gente vem jogando, o acesso pode ficar complicado sim. Ok que não queremos isso, mas é um fato: o time está a não jogar e uma hora a conta chega. Tem que jogar para subir. Título nem pensar. Esse já é do Atlético-GO que ganhou ontem de 3 a 2 do Londrina e abriu 8 pontos e temos 9 em disputa. Temos que nos preocupar é em subir. Ponto.

E voltando à 2014, naquela ocasião tínhamos um time com Martin Silva, Rodrigo, Douglas (hoje cérebro do Grêmio), Marlon (hoje no Brasil de Pelotas), Kleber Gladiador (hoje no Coritiba), Luan, Diego Renan e Pedro Ken. Dessa equipe de 2014 temos três deles. Esse time atual do Vasco que ficou 34 jogos invicto, será que de fato é um grande time ? Se pegarmos aquele time que subiu na antepenúltima rodada e esse que só vai subir provavelmente na última rodada, qual o paralelo que queremos traçar ? A diferença de lá para cá é que por incrível que pareça, ao contrário do que muitos possam crer, aquele time era melhor do que este; a diferença é que o time de 2014 corria menos tinha menos raça; mesmo assim subimos e não tinha tantos jogadores com idade acima de 35 anos. A diferença é essa. Só que ao contrário de alguns defensores da atual diretoria, aquele time era pior porque foi um time montado pelo banana. Bom, a farsa está desfeita. Em 2014 sofremos muito no início ao contrário de agora em 2016; porém subimos com 3 rodadas de antecedência. Hoje, nem sabemos se conseguiremos subir com o futebol que estamos a jogar. Deus salve o Vasco.