Desatre na estreia

E poderia ser pior, muito pior. Não fosse Alexander, possivelmente levaríamos uma goleada histórica. O bom time do CAP não tem nada com nossos problemas e fez uma partida perfeita. 4 a 1 foi pouco.

O Vasco foi um time completamente inoperante nos 90 minutos. Os jogadores estáticos, sem reação. Com isso, o CAP abriu o placar a 1 minuto e meio: Tomás Andrade iniciou a jogado com Marco Ruben; este chuta, Alexander defende e a bola sobra para Bruno Guimarães tocar para o fundo da rede entre dois zagueiros; um buraco na defesa. Com isso, o Vasco foi obrigado a se lançar ao ataque. E aí a limitação latente escancarou. Erros constantes de passe, nenhum chute a gol. E o CAP, ao contrário com um repertório de bons passes, variação de jogadss. E assim chegaram facilmente ao segundo gol aos 40 minutos, em um cruzamento de Tomás Andrade da direita;Renan Lodi acerta a trave e na volta, Marco Ruben toca para o gol sem ser incomodado. 2 a 0,. O Vasco só chutou uma bola a gol, com Marrony chutando e Santos defendendo facilmente.

E no segundo tempo, nada mudou. O CAP seguiu soberano na partida e enfileirou uma série de chances de gol, tamanha a facilidade com que entravam na área cruzmaltina. Alexander fez duas grandes defesas aos 15 em chute de Nikão e aos 22 em chute de Roni. Mas aos 26 não teve jeito: Roni foi avançando pela ponta esquerda sem ser incomodado e cruzou; Werley se atrapalha e faz contra, desviando com o joelho. E aos 34, novamente Rony carrega a bola pela ponta esquerda e cruza para Nikão conferir de perna direita chegando antes de Danilo Barcelos na bola. 4 a 0. E só não foi pior porque aos 41, Yan Sasse cruza, MArrony escora e Bruno César acerta uma pancada e dá números finais à partida.

Com o que se viu hoje, a luta contra o Z4 será longa. E com a constante instabilidade política do clube, a tendência é de que as turbulências sejam a tônica. Mas já se sabia que a saída de AV não era o problema. Ele realmente precisava sair porque não tinha mais o controle do grupo. Hoje ficou comprovado, o porquê de AV vter saído. Mas o time cruzmaltino é fraco. Fato. Será longo o martírio.