Deixem os garotos brincarem!!

Faz tempo que eu não via uma base tão promissora. Estão sendo lançados numa tremenda fogueira e não tremem! Segundo jogo que contamos com eles e segundo jogo que eles correspondem.

Destaque para o excelente Paulinho. Dois gols no primeiro jogo como titular entre os profissionais e uma ótima atuação. Primeiro jogador que nasceu no ano 2000 a fazer gols no Campeonato Brasileiro. Marcas que o garoto não vai esquecer e nem a gente!

Além dele, ótimas partidas de Paulo Vítor, Guilherme – que entrou no segundo tempo e melhorou o jogo, e até mesmo do Matheus.

Destaque negativo para Bruno Paulista. Terceira partida de muitos erros de passe, de marcação frouxa e mais uma vez saindo machucado. O gol do Atlético, podemos colocar na sua conta sem medo de errar. Até o Wellignton que entrou no seu lugar, jogou melhor.

Ótima vitória!

Muita discussão sobre Nenê nas redes sociais. Na minha opinião, ele ainda tem vaga. Não gostaria de perdê-lo. Acho que com ele, com Luiz Fabiano e a garotada, podemos almejar algo melhor do que só brigar para nos mantermos na série A. Mas com ele na sua posição e não na ponta tendo que marcar as subidas do lateral.

Agora, como muitos dizem, o Vasco é muito grande para ficar mendigando jogador. Se ele quer sair, simples: que o negócio seja bom para o Vasco, boa sorte e tchau.

Como tudo ultimamente tem se tornado uma novela no Vasco, esperemos pelos próximos capítulos.

E por falar em novela, outra teve fim nesses últimos dias: Ânderson Martins finalmente acertou e voltou ao Vasco.

Sinceramente não sei se foi bom ou não. Prefiro ver como ele está. Difícil não ser melhor que nossa atual dupla de zaga, mas ainda assim, prefiro esperar pelas suas atuações.

Se for aquele Ânderson de 2011, será uma ótima aquisição.

Para jogar com ele? Eu apostaria no Paulão. Por que? Não faço a menor ideia… rs

Puro chute.

Claro que vencer o Galo nos seus domínio sempre será uma façanha digna de comemoração. Mas vamos manter nossos pezinhos no chão.

Eles se encontram em uma crise profunda e o time que nos enfrentou hoje é fraquíssimo.

Como não temos nada a ver com isso, ao contrário do jogo contra o São Paulo – que também estava em crise, fizemos nossa obrigação e vencemos.

Chegamos aos 23 pontos. Chegamos à metade do que é necessário para manter-nos na série A. E chegamos a essa marca faltando três jogos para o fim do primeiro turno.

Até agora, um aproveitamento de 48%. Aplicando esse aproveitamento aos 66 pontos que ainda temos a disputar, chegaríamos a 54 ou 55 pontos. Uma pontuação tranquila até para almejarmos algo mais.

O problema é que perdemos nosso maior aliado no primeiro turno: São Januário. Pela punição imposta (6 perdas de mando de campo), só voltamos a jogar em casa na 30ª rodada, contra o Coritiba, em outubro, já na reta final. Isso se São Januário estiver liberado pela Justiça até lá…

Teremos de aprender a jogar longe de nossa torcida e passar a saber “sofrer”.

Que essa garotada nos ajude!