Chove na nossa horta?

O Vasco jogou e venceu esta noite em São Januário.

Mas a verdadeira vitória tinha acontecido algumas horas antes, na Marquês de Sapucaí.
Não tenham dúvidas, acontecia um Flamengo x Vasco nas escolas. Com possíveis desdobramentos profundos para o futuro do Vasco da Gama. A vitória da Tijuca é uma enorme injeção de força e ânimo para a oposição Vascaína, pois renova a força política de Fernando Horta, uma incógnita no quadro eleitoral do clube. Ridicularizado por muitos e desprezado por outros, ganha força com uma vitória num campeonato em que o favorito aparente vinha de Zico como enredo.

Uma derrota no carnaval provavelmente sufocaria suas intenções no clube. Um vice-campeonato, então, seria a completa desgraça. Claro, a imprensa, sempre disposta a tripudiar, associaria o resultado ao Vasco e, quase certamente, jogaria pá de cal nas futuras eleições. Cenário ainda pior seria uma vitória do batedor do pênalti de 1986.

Mesmo que Horta não venha a ser o candidato de oposição, fica na memória do eleitor vascaíno a ligação com a vitória, com o sucesso. O grande derrotado do carnaval de 2014 parece ser Eurico Miranda, que vê seu horizonte muito mais complicado doravante. Isso sem falar, claro, no Zico e na maior empáfia do Brasil.

Espero que nas próximas semanas comecemos a ouvir mais novidades sólidas do que especulações nesse assunto. Quem serão os candidatos. Data da eleição. Quem apoia quem. E, se Deus quiser, um campeonato carioca para comemorarmos.