A vitória da base e o choro do primeiro gol

Amigos,

Depois de uma derrota, ligou-se um alerta gravíssimo de que realmente precisávamos de reforços. Wagner e Muriqui ainda não tinham jogado, mas ainda eram insuficientes. E após o resultado ruim, os reforços foram chegando: Gilberto (lateral direito), Jean (volante) e Kelvin (meia atacante). Jogadores que vão ocupar posições em que precisávamos nos reforçar.

Claro que parto do princípio que, ao ver a escalação do técnico Cristóvão contra um time de jogadores mais jovens e mais velozes, ao ver Júlio dos Santos e Andrezinho de volantes, eu antevi a derrota. Como o técnico teve coragem de colocar esses volantes em campo deixando a defesa sem cobertura nenhuma? Ou melhor, foi covarde em colocar um time totalmente aquém do que poderíamos chamar de Vasco em campo.

Da derrota veio a lição: era preciso trazer jogadores urgentemente.

Depois veio a vitória contra o Bangu. Boa vitória, num calor de cinquenta graus, onde sete jogadores eram oriundos da base (Jordi, Alan Cardoso, Luan, Bruno Gallo, Guilherme, Evander, Thalles). Uma ótima notícia a de que nossa base está sendo utilizada e valorizada principalmente.

Nosso papel é apoiar esses meninos, primeiro porque sabem o que representa vestir essa camisa, já que cresceram no clube. Segundo porque a valorização deles e posteriormente a venda representa também dinheiro entrando nos cofres do Vasco, equilibrando de certa forma as finanças.

O choro do garoto Guilherme foi contagiante. Uma emoção de toda sua vida ter esperado por aquela chance, vestindo a camisa que ama e ter a oportunidade de fazer o primeiro gol pelo profissional. O choro daquele que merece estar jogando por todo seu esforço e por valorizar e saber o que representa esse clube.

Se todos os jogadores pudessem ser contaminados por essa vontade, essa perseverança do Guilherme, com certeza nossa base ia explodir em talentos e conquistas.

Esse menino é um exemplo de que não se deve abandonar um sonho: foi emprestado para times menores, emagreceu dez quilos e, quando teve a sua última chance, resolveu acreditar que ele ainda era aquele garoto titular absoluto da seleção brasileira das categorias de base. Acreditou no seu futebol e no seu sonho.

Assim esperamos que os outros meninos aproveitem suas chances e se firmem no time do Vasco.

Gostaria de ressaltar a boa e segura partida do Jordi, pegando até pênalti, apesar de ter sido o causador do mesmo, saindo de maneira afobada. A defesa o deu mais confiança. Precisamos contar com ele, porque Martin deverá ser várias vezes convocado e Jordi precisa estar mais pronto do que nunca.

+++++

Sinceramente, gostei da chegada dos novos reforços. Como disse na coluna passada, não considero Pikachu lateral direito e sim ala. Então a chegada do Gilberto era urgente porque há muito tempo Madson está longe de ser um bom lateral.

Jean vem para ocupar a vaga que tanto nos traz problemas: o meio. Nossa zaga fica sempre no mano a mano e sem cobertura, por falta desse homem com poder de marcação. Muitos vão dizer que ele era reserva no corinthians e questionar sua qualidade técnica. Eu simplesmente considero que ele ser reserva lá não o desqualifica. Sabemos que hoje os times são montados por empresários que “mandam” no futebol e também jogam aqueles protegidos pelos técnicos. Sendo que se um jogador não se enquadrar numa dessas categorias, não irá jogar. Isso não quer dizer que não seja bom jogador. Lembrando que o Douglas também está voltando da seleção brasileira.

A chegada do Kelvin, meia atacante, coloca um bom jogador numa posição em que também temos carência, no ataque, jogando de ponta com velocidade.

Enfim teremos também Muriqui, quando entrar em forma, Wagner, Escudero. Também temos os meninos Evander, Mateus Vital, Andrey e Caio Monteiro.

Ainda está faltando um camisa nove, centroavante, e um zagueiro para que os reforços se completem, na minha opinião.

Espero que a chegada do Luís Fabiano se confirme. Na China, acabou o Ano Novo deles e parece que as partes iam tentar acertar a rescisão. Caso não venha, a diretoria precisa ter um plano B.

+++++

Acho que estamos começando a montar um time competitivo. Um time de craques iguais aos tempos passados não teremos mais, mas se tivermos um time brigando e sabendo o que faz em campo podemos alcançar voos mais altos do que poderíamos imaginar. Minha torcida será sempre essa.

+++++

Depois da grande vitória contra a mulambada, nosso time de basquete terá um difícil jogo, fora de casa, contra o Mogi. Esse jogo terá transmissão da TV. Aqui em São Januário fizemos, contra eles, talvez a melhor partida da temporada, então dá pra jogar lá e ganhar. Na terça, temos jogo contra o Macaé em São Januário e a presença da torcida é fundamental.

Engraçado como esse time perde pra equipes da parte de baixo da tabela e ganha dos adversários tidos como mais difíceis.

A equipe merece o apoio da torcida. Lembrando que os jogos em São Januário tem entrada gratuita.

+++++

Amanhã, Vasco x Resende – primeiro jogo na nossa casa. Hora da torcida comparecer e apoiar esse início de campeonato. Os jogadores que chegaram, Gilberto e Jean, já tem condição de jogo e simplesmente espero que Cristóvão não invente: tire Júlio dos Santos do time e não improvise jogador, porque temos jogadores agora pra todas as posições de origem.

+++++

Sempre ao seu lado. Incondicionalmente.

+++++

E você já é sócio do Vasco? Está esperando o quê?

++++++

Toda segunda-feira tem o PROGRAMA FALA VASCAÍNO às 22 horas. NÃO PERCAM!
www.youtube.com/falavascaino

Carolina Sousa
E-mail: carolinasousao@globo.com

Imagem: Site oficial CRVG