Cariocão 2014 – A garfada final…

Ainda sob o efeito da ressaca moral de mais uma garfada histórica, DESTA vez amplamente documentada e confirmada por diversas midias e como sempre relativizada pela venus platinada que incensa mais uma vez o seu predileto e ignora completamente a lisura e a ética de uma competição esportiva.

Gostaria de destacar quatro manifestações sobre o jogo GARFADO de ontem.

 “Quem é do futebol e quem tem a responsabilidade quer fazer o melhor sempre. As pessoas com certeza têm responsabilidade. Minha  rotina não mudou muito. A vida não para. Todo mundo quer acertar. A vida no futebol é essa. E a repercussão é essa também.”

mlh o arbitro santoMLH, o árbitro do jogo cuja mulher na semana da final garantiu que Vasco seria vice-campeão.

 

 

 

-> Vasco garfado. Erro grave do bandeira deu o título ao Flamengo. Constrangedor!

“Como não dar razão ao torcedor vascaíno que se preparava para celebrar uma taça que o clube não ergue desde 2003? Há erros e erros  no futebol. O deste domingo no New Maracanã foi grave. Gravíssimo. No encerramento de um campeonato de público médio pífio,  perderam o futebol e o Vasco.

PS: também constrangedor é ler rubro-negros reclamando uma falta (???) sobre Felipe no gol de Rodrigo no primeiro jogo, quando  Everton Costa se posiciona junto ao goleiro do Flamengo que, mais uma vez, saiu mal da meta. Felipe, aquele mesmo que não ficou nada constrangido ao dizer que “Roubado é mais gostoso.”

Mauro Cezar Pereira, jornalista ESPN, flamenguista.

 “Foi um jogo horroroso tecnicamente, muito ruim. Com um final arrebatador. Uma final polêmica que acabou sendo histórica para os rubro-negros e muito, muito amarga para os vascaínos. Vai dar muito o que falar, muita polêmica. O gol (do volante Márcio Araújo) foi em impedimento. Mas foi um jogo ruim, o que já é um aviso para o Flamengo na Série A e o Vasco na Série B – disse.”

Ledio Carmona, comentarista SporTv, Vascaíno.

Ao ser confrontado pelo falastrão do Milton Neves em pleno ar, não era gravação pois interagiram, o Boechat tenta dar uma de  moralista mas escorrega no final. O diálogo girou em torno do gol ILEGAL e da declaração do “ÉTICO” goleiro mulambento Felipe que ao final do jogo dise que ganhar roubado era mais gostoso. Boechat tenta manter sua linha de ético criticando a postura do  goleiro mas escorrega no final ao dizer que futebol é assim mesmo…

Ricardo Eugenio Boechat é flamenguista e cantou hino do seu time ao vivo na Band News no dia seguinte ao jogo.

———-  xxx ———

Senhores, sinto informar mas a globo está vencendo.

Paulatinamente os bons Vascaínos estão se acomodando e evitando o confronto verbal ou a simples manifestação  da opinião sobre tantos e tantos jogos “operados” e tanta falta de respeito pela midia com a instituição CRVG.

A mentira repetida mil vezes está vencendo a verdade e isto é muito grave pois o apequenamento é visível e ocorre em várias frentes. Por exemplo, observe as arquibancadas e repare tanto o número de torcedores quanto a variedade de músicas e empolgação para empurrar o time.

Ah! Mas no jogo contra o maior rival a torcida apoiou e cantou! É verdade, mas foi atípico. Um jogo de alta tensão e em que precisávamos mostrar força e passar isto para o grupo que nos (BEM) representou em campo mas foi um jogo pontual. A tendência agora é cair rapidamente o interesse, a presença e a empolgação.

Nossa torcida está irada, aborrecida mas também está abatida, humilhada e agora amedrontada até de se declararem torcedores do VASCO pois as chacotas foram institucionalizadas pela fla-press e são repercutidas incessantemente em todos os ambientes que frequentamos, seja trabalho, família ou entre amigos.

Hoje o que se vê são Vascaínos que tem visibilidade e credibilidade na midia esconderem-se de se manifestar de maneira contundente sobre algo tão cristalino quanto foi mais este “erro” a favor do mesmo time de sempre…

Ledio Carmona (SporTV) foi um destes. E eu te falo:

– Ledio, você esquivou-se de falar com todas as letras o que o flamenguista Mauro Cezar Pereira (ESPN) disse com propriedade, clareza e contundência: o VASCO foi garfado e não é aceitável aquele tipo de erro de marcação de impedimento de bola parada.

Da mesma forma agiu o André Rizek (Sportv) no dia da capa do Extra esculachando o VASCO como vice antes mesmo da final, quando falou que a imprensa carioca torcia pelo rival, e você novamente silenciou…

Fabio Porchat, o humorista (não é piada), falou abertamente e ao vivo sobre mais um roubo em plena transmissão da globo…

E o Ledio, hein? Bem, o Ledio, você sabe…

Há muito o que fazer para mudar o quadro e a imagem desgastada do clube. Pelo menos alguns já se indignam e falam abertamente sobre a sacanagem reinante na arbitragem e mídia tendenciosa.

Uns falam por serem Vascaínos e por terem coragem, outros sabe-se lá por qual motivo, e o Ledio…

Bem, deixa ele quieto, né?

#ApitoAmigo  #vergonha  #Vasco #VascoSempre #mlh  #Carioca2014  #flapress  #globomulambenta #globo

———  xxx ——–

FUTEBOL, O ÚNICO NICHO DA SOCIEDADE BRASILEIRA SEM CORRUPÇÃO…

Conversando com Zeh Catalano agora a noite e eis que ele levanta a lebre:

– Você já percebeu que na sociedade brasileira onde grassa a corrupção e o malfeito só no futebol é que não há desvios de conduta e corrupção?

E os erros se sucedem indefinidamente em todos os jogos e sempre a favor do mesmo time. Para os mulambentos isto é normal e é inadimissível pensar em desvios…

Os torcedores do “mais bandido” acham legal ganhar o Carioca a qualquer custo, aquele mesmo campeonato que até uma semana atrás desdenhavam falando que só queriam Libertadores.

Na verdade eles não se importam se o jogo foi dentro das regras ou se foi operado… A declaração do goleiro do rival apenas refletiu o que foi dito desde o primeiro minuto pós-jogo pela sua torcida:

-“Ganhar roubado é mais gostoso”. Felipe, goleiro, poeta e doutrinador do “mais bandido”.

Amigos, ele é apenas o retrato de uma torcida que se acha acima do bem e do mal, que pode falar o que quiser e agir como quiser sem sofrer retaliações nas redes sociais, na esfera social e até na Justiça.

Pode até ser bom para eles mas prefiro ganhar sem roubar. Prefiro ser diferente e ganhar dentro das regras do jogo. Só não aceito ser tachado de bobo ou ter de engolir tanta bosta que insistem em tentar nos vender pelos jornais e midia mulambentas.

———–  xxx ———-

O mlh, o árbitro mulambo, começa a se complicar. Havia reconhecido o gol do Márcio Araújo e agora diz que o gol foi do Nixon para evitar a tese do impedimento…

Havia escrito a frase acima e agora vejo o Luis Roberto no Jornal da Globo, quase uma da manhã, dizer que o árbitro mlh vai confirmar o gol do jogador impedido.

Santa sacanagem, Batman! Esta mudança seria devido à reação da torcida e a repercussão na midia?

O que vocês acham?

#mlh  #SemVergonha  #ApitoAmigo

———-  xxx ————-

O QUE FAZER?

Mudar o resultado ou ter outro jogo sabemos que isto não ocorrerá, também não teria graça ou valor algum podendo até o “mais safado” sequer comparecer ao hipotético jogo, gerando um WO constrangedor.

O Vasco se mobiliza para responsabilizar o árbitro, o bandeirinha e a Federação pelos prejuízos decorrentes do último assalto ocorrido no Maraca. Tamanho da conta?? 20 milhões, segundo publicado na GloboEsporte.com.

E agora? Quem paga a conta? Pode o Vasco ser punido esportivamente por querer reparação pelo erro de fato que foi assinalado pelo banderinha?

Cenas fortes nos próximos capítulos.

————- xxx ————

Jogar o Carioca 2015 com um time Sub-23? Desfiliar-se da federação Carioca? Qual a melhor atitude a se tomar?

Não há respostas fáceis, por este motivo há que se pensar bem para não passarmos vergonha perante a opinião pública nem secar  fontes importantes de receita do clube.

O Carioca não tem bilheteria boa mas o que os clubes ganham da globo é bastante dinheiro, portanto pé no chão para achar a melhor solução…

———-  xxx  ———–

Ps. Escrever pós-jogo depois do assalto de ontem é só para o Jorge Eduardo, que conseguiu manter a fleugma e ainda produziu um belo e  equilibrado texto sobre o que vimos e vivemos no Maraca na final de ontem.

———- xx  ———–

LINKS RELACIONADOS

Mauro Cezar Pereira

Ledio Carmona

MLH, árbitro flamenguista

Fabio Porchat

Prejuízo com a perda do Campeonato

Posted By administrador

2 Comments

Júlio Curvêllo

Já faz tanto tempo que essa história se repete, e com tamanha freqüência, que já não surpreende mais. O CRVG (mas não só ele) se acanha ao não tomar a única postura adequada, que seria retirar-se indefinidamente do campeonato, indicando, em carta aberta à população, a mais que patente razão de fazê-lo.
Não o faz porque pensa que não pode abrir mão da exposição midiática; porque pensa que os patrocinadores reagiriam negativamente; porque pensa que não pode abrir mão das rendas auferidas pela participação nesse evento viciado.
Penso que estão enganados ao pensar assim.
Ao fazê-lo o CRVG volta a tomar a vanguarda no encaminhamento de questões morais relevantes. E, embora isso não deva ser a prioridade, observe-se que essa postura gera impacto midiático positivo para o CRVG e, consequentemente, também para os patrocinadores.
Ao fazê-lo, o CRVG realça um mal-estar que não poderá mais ser ignorado. Quem sabe, assim, as “autoridades” não se coçam para dar alguma credibilidade ao futebol Carioca e Brasileiro?
Ao fazê-lo, o CRVG fica com a agenda livre para efetuar uma preparação mais adequaqda para o Campeonato Brasileiro, que, embora também viciado, é o único no país que ainda merece alguma consideração.
Ao fazê-lo o CRVG fica livre para organizar duelos significativos dentro e fora do Rio de Janeiro, onde a renda de comparecimento aos jogos certamente seria bem maior que a auferida em um campeonato de imagem já tão desgastada.
Ao fazê-lo, nas turnês citadas acima, o CRVG ainda poderia fazer campanhas de associação massiva, que trariam recursos extras e perenes para o clube.
A gente termina de fechar essa porta (campeonato Carioca) que sempre nos foi apenas e de má-vontade entreaberta, e fazemos, nós mesmos, o portal por onde passará nossa Caravela, apesar do ladrar dos cães.
JC (o outro)

Ary

Amigo, enquanto essa imprensa irresponsável coexistir com esse completo descaso dos condutores do nosso futebol, que privilegiam determinados times em nosso país, acontecerão fatos como este ocorrido no último domingo. Acompanhamos futebol não é de hoje, e sabemos que este cenário vem se formulando a algum tempo. Dizem até que os mulambentos cariocas e paulistas em pouco tempo serão um dos maiores clubes do hemisfério, não duvido?

A verdade é que no passado situações como esta já havia ocorrido, mas felizmente ou infelizmente não repercutia com tanta voracidade e devastação, pois sempre tivemos times superiores, que uma “garfada” como esta, não surtia nenhum efeito, pois tínhamos crédito, por já ter ensacado 2, 3 ou 4 gols. Porém, hoje temos um time em formação, mediano, imbuído de elevar o nome da Nau Vascaína.

Sem querer transparecer, e querer dar qualquer conotação política, essa situação remete aos tempos que estamos vivendo em nosso país. Moral, ética, civilidade, são atributos que encontra-se em extinção

Poderíamos sim ter perdido este campeonato seguindo o rigor da regra do jogo, até porque, como bem disse, temos apenas um time mediano, e não seria incomum não termos chegado a vitória, e assim não chegaríamos ao triunfo no campeonato. Porém, visto que no decorrer da semana o time que atende pela alcunha da “ave preta”, havia tido 2 perdas consecutivas para 2 leões, se é que me entende. Portanto, o ano teria sido reduzido a pó, se os mulambos não tivessem sido de maneira imposta campeão do Campeonato Carioca.

Espero que a presidência do Clube seja sensata e contundente para conduzir este situação vergonhosa.

Saudações Cruzmaltinas (ontem, hoje, SEMPRE!!!)

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *