Aqui se faz, aqui se paga.

Muito me orgulhou a atitude da torcida do Vasco após o confronto com o Icasa, em que, às duras penas, o empate garantiu ao clube o retorno ao lugar de que jamais poderia ter saído!

Não haveria mesmo lógica de se aplaudir um time que é quarto colocado em um campeonato fraquíssimo como é essa série B! Quarto no campo, porque o América-MG só não é o terceiro em pontos conquistados no gramado devido à perda de seis pontos imposta pelo tribunal.

Durante o campeonato, os jogadores foram só reflexo de uma diretoria omissa, covarde e incapaz de alimentar a um clube gigante tal como ele merece! Fizeram uma série B inteira, perdoem-me o termo, “cagando e andando” para o que a torcida do Vasco desejava. Foram vítimas, também, da omissão e incapacidade de quem lhes comanda, mas de forma alguma serve como desculpa para uma campanha tão fraca para os padrões de um clube gigante na série B.

Pois bem, para quem esperava um último aplauso e uma sinergia com a torcida por conta do acesso, receberam a maior vaia que já ouvi da torcida do Vasco desde que me entendo como torcedor: tiveram o que mereceram! Não havia clima e nem o porquê de festejar: esse time em momento algum na série B se identificou com seus torcedores, e vice-versa! São pagos – quando há pagamento – para fazerem o melhor pela camisa que vestem, sem no entanto estar estabelecido em contrato que levem “os louros” por “grandes feitos”, tal como esse.

Enfim, finalmente acabou! Por mim, começaria a limpeza amanhã mesmo, mas temos de esperar os novos comandantes assumirem. À massa dos verdadeiros Vascaínos que não são somente 1570, como certo candidato à Presidência declarou, mas sim os mais de 56 mil presentes hoje no Maracanã (eu, inclusive), e mais uma torcida de aproximadamente 16 milhões, meus parabéns pelo coração forte de ter suportado, até então! Hoje estou em férias de Vasco, e renovo aqui minhas esperanças de que, em 2015, possamos ter muito mais alegrias do que a tristeza da segunda metade de 2012 para cá!

cris.mariotti@crvasco.com.br