Aos abnegados heróis cruzmaltinos

Esta coluna de hoje é uma espécie de carta ao elenco e comissão técnica cruzmaltinas.  Dada a calamitosa situação financeira cruzmaltina e uma diretoria completamente perdida, sem saber realmente o que fazer, como obter receitas e as dívidas deixadas pela gestão anterior, uma tragédia anunciada: 3 meses de salários atrasados. Um da gestão anterior e dois da atual.  E qual a razão que leva um elenco capenga e limitado a conseguir tirar o máximo e virar certas situações ?

Terça-feira, sofremos um baque enorme. Perdemos em casa para La U por 1 a 0, em nossa estreia na Liberta. Teremos jogos dificílimos contra Cruzeiro e Racing.  O que será de nós nesses dois jogos ? Uma coisa é enfrentar o Emelec, outra é enfrentar um Cruzeiro que perdeu na estréia como nós.  Como sairemos dessa, ninguém sabe. Mas há uma palavra que define bem o que é o Vasco hoje: abnegação. Anderson Martins não demonstrou isso, assim como Nenê. Um saiu pela porta dos fundos e o outro pela da frente e para o mesmo lugar, o São Paulo. Ambos são reservas lá, sendo que AM é segundo reserva; ao menos Nenê ainda consegue jogar vez por outra.  E a citação desses casos serve exatamente para enaltecer o atual elenco que tem tirado forças de onde não tem para tentar apresentar um futebol digno e lutador. Daí a abnegação. Ninguém sabe aonde chegaremos. Mas temos que seguir em frente.

Ontem, contra o nosso rival alvinegro, no clássico preto e branco, fomos bem no primeiro tempo e mal no segundo. Mas o importante é que vencemos no final.  E bem no final mesmo. Fizemos 2 a 0 no primeiro tempo; mas Paulão e companhia resolveram aprontar suas gracinhas e cedemos o empate. porém Paulinho nos salvou.  Agora, uma nota sobre este promissor atacante: a nossa torcida por vezes comete injustiças colossais. Já não é a primeira vez e pelo visto não será a última em que a nossa torcida queima ou expulsa jogadores de nossa fábrica de talentos. A nossa torcida precisa repensar seu modo de agir, diminuir o nível de exigência. OK, a frustração é grande, são 17 anos de péssimas gestões, 3 rebaixamentos nas costas.  Só que nosso elenco é fraco, não podemos exigir muito não. Não temos o elenco de um Real Madrid.  Paulinho é um talento nato.  Fato.  Poderíamos dizer tão promissor quanto Vinicius Junior. A diferença entre eles é que Paulinho aparece menos, por ser um jogador mais objetivo, que vai em direção ao gol, sem dribles desnecessários, ao contrário de seu parceiro de seleções sub-17.  E foi assim que ele decidiu a partida. Ele acreditou no lance até o fim, em um bate e rebate, até que ele acreditou em um chute cruzado e bisonho de Pikachu e alcançou a bola.  Temos ainda problemas muito sérios, Martin Silva falhou no segundo gol, apesar de boas defesas e Paulão, um bonde. Até quando Zé Ricardo pretende manter esse cidadão como titular ? A insistência da barração de Ricardo Graça, pode custar um bom trabalho feito até aqui. Paulão não serve nem para pelada de sindicato. Oitenta por cento do segundo gol botafoguense, temos que creditar na conta dele.  Um cara de 1,87m não ganha uma pelo alto e por baixo pior ainda. Não se pode jogar a culpa da goleada que tomamos na Bolívia de 4 a 0 para o Wilstermann no Graça.  Os únicos na defesa que sobressaíram foram o Martin Silva e o Henrique.  Se Zé Ricardo queria corrigir o problema de bolas altas com Paulão, precisa repensar seus conceitos. A zaga com Erazo e Ricardo Graça pode não ser um primor, mas era a que vinha funcionando melhor.  Acorda ZR.

E para os abnegados jogadores e o comandante Zé Ricardo, uma mensagem: não desistam, sejam resilientes.  A resiliência é uma bênção, diante de tantos problemas com a nossa nau que anda bem desgovernada.  Complicado trabalhar com atraso de três meses. Portanto, de uma coisa não podemos reclamar: luta e raça não faltam.  Cair faz parte do jogo; desistir nunca. Resistir sempre.

 

 

 

Posted By Ricardo Fortes

2 Comments

Diogo

Confesso que também não entendo a saída do Ricardo Graça do time, é melhor que esses 2 zagueiros ai! A princípio achei que fosse contusão, mas não vi nenhuma notícia. Para o jogo de ontem nem foi relacionado.. podia ser um problema pelo fim do contrato, mas acabaram de renovar. Começo a pensar que estão pensando em vendê-lo mesmo e já estão tirando ele do time..

Marcio-Goiás

Excelente comentário, mas eu penso que 2 canhotos seria terrível para a zaga, a meu ver o melhor seria os 3 zagueiros mesmo só que com o Ricardo em vez do Werley. Quanto a torcida, ela precisa ver que nossa realidade é bem outra, não adianta conjugar os verbos no presente, toda a grandeza ficou no passado, agora é cair na real e correr atrás. Graças a Deus que temos os meninos da base. Saudações Vascaínas.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *