Aleluia Madson

Enfim Madson fez seu primeiro gol em 100 jogos pelo Vasco depois de perder outros tantos. Mas infelizmente não foi o bastante para evitar mais uma derrota, dessa vez de 3 a 1 para a equipe do Náutico. Mais uma vez o Vasco não jogou rigorosamente nada; e não seria absurdo se fosse uns 4 ou 5, pois Martin Silva evitou outros.

Quanto ao jogo, foi um passeio do Náutico. Dominaram o jogo inteiro, fizeram por merecer a vitória, marcaram bem. O ataque do Vasco criou pouco, meio campo apático e a defesa inoperante, principalmente Rodrigo e Julio César que não vem jogando nada há tempos. Então, o ataque no Náutico passeou anteontem e poderia ter terminado em uma goleada humilhante. Mas Martin Silva não permitiu. No primeiro tempo, após vários gols desperdiçados, o ponta-direita Roni penetrou em velocidade, gingou em cima de vovô Rodrigo e bateu com precisão. Dessa vez Martin Silva nada pôde fazer, Náutico 1 a 0. Mas poderia ter sido 2 ou 3, tamanha a facilidade com que o Náutico atacava. Até Luan, nosso defensor mais regular, esteve mal. Imagine o resto.

Já no segundo tempo, nos primeiros 20 minutos, replay do primeiro. Vasco continuava a não jogar nada vezes nada e novamente Roni, agora pela ponta esquerda para Geberson tocar entre Julio Cesar e Martin Silva. Náutico 2 a 0. E então nosso bravo treinador começa a tentar desfazer as bobagens: coloca Alan Cardoso como ponta-esquerda, no lugar de Jorge Henrique, Thales na vaga de Julio dos Santos e Éder Luiz no lugar do péssimo velhinho Julio Cesar. Alan Cardoso titular para ontem. E o time vascaíno teve uma melhorada, fruto do recuo do time pernambucano. E então, o acontecimento do dia: Andrezinho cruza da ponta-esquerda, Madson domina entre dois zagueiros do Náutico e toca com categoria, sem chances para Julio César. Conseguimos então diminuir o prejuízo para 2 a 1. Finalmente Madson perde a virgindade de gols. Aleluia Madson. Enfim, após 100 jogos, um gol. Pikachu tem mais de 10 vezes os gols dele….Mas vamos que vamos. E no finalzinho, mesmo com o freio de mão puxado, o Náutico vai ao ataque com Roni, o nome do jogo. Ele tenta driblar Martin Silva, mas este defende parcialmente e Madson entra na jogada, atrapalha nosso goleiro e Roni toca para o gol vazio, dando números finais ao jogo, Náutico 3 a 1. Um jogo dos 7 erros. Vitória categórica e merecida do time de Givanildo.

É isso. Vasco perde mais uma e seguimos dois pontos a frente do segundo colocado. Se perdermos para o Paysandu terça-feira, corremos o risco de até perder a liderança. E o sofrimento não pode parar. Mas parabéns ao Madson. Aleluia.