A venda de Luan

A repercussão começou na semana passada e consumou-se ontem. Luan Garcia foi vendido ao Palmeiras pelo valor de 10 milhões de reais. A diretoria alega que é preciso fazer caixa. E vendeu em 5 parcelas de 2 milhões. Parece promoção das Casas Bahia: quer pagar quanto ? Luan foi uma das grandes revelações da base nos últimos 10 anos. A avaliação é: o custo/benefício.

Para o clube, tecnicamente é uma perda que demorará a ser reposta. Hoje na zaga temos Rodrigo, Rafael Marques e Jomar. Dos três, tecnicamente nenhum dos três é brilhante, estão longe de serem bons até. Em relação a Jomar e Rafael Marques, ambos são estilo zagueiro/zagueiro. Já Rodrigo está em declínio técnico pouco a pouco e o fim de carreira se aproxima. Então, Luan era o melhor tecnicamente. E campeão olímpico. Quanto ao custo, prejuízo: o Vasco investiu anos em Luan nas categorias de base e o valor de venda certamente não irá repor o investimento. Benefício: muito pouco benefício, lembrando que o São Paulo recentemente vendeu um zagueiro das categorias de base, Lyanco, que jogou o último campeonato sul-americano sub-20 por 60 milhões de reais. E Rodrigo Caio, que foi campeão olímpico com Luan, vale um pouco mais que Lyanco. E Lyanco era tudo isso ? Talvez não, tanto que falhou em jogos cruciais no sul-americano sub-20 que custaram a não ida do Brasil ao Mundial da categoria. Mas existe o saber vender, a hora certa, o momento certo. O Vasco se preciptou nessa. Ou não. Não sabemos em que termos esse negócio foi feito. Mas é a cara dessa atual diretoria. Com 17 anos de desmandos, só podia dar nisso: vender um de nossos melhores jogadores por uma ninharia para equilibrar as contas. É a cara da administração Eurico Miranda isso.

Existe contudo um outro fator aí: em sua última entrevista de saída do Vasco, Luan deu a entender que queria mudar de ambiente, que possivelmente não se sentia mais à vontade no clube. Sabemos de todos os problemas que ocorreram na Série B, das panelinhas, confusões, que redundaram na saída do treinador Jorginho. E Luan era o líder dos jogadores mais novos na ocasião. Mas a pergunta é: Luan é insubstituível ? Não, longe disso. Hoje em dia, nem Neymar é insubstituível, que dirá Luan. O que se diz é que Anderson Martins chegará. Porém tudo é nebuloso ainda, nem se sabe se de fato ele virá. Tem um zagueiro das categorias de base que vem treinando no profisional, que vem demonstrando que pode vir a ser um novo Luan: trata-se de Ricardo Graça, zagueiro canhoto que esteve no Vitória de Guimarães recentemente. Mas a comissão técnica alega cuidado com o jovem zagueiro. Mas Anderson Martins já ameniza a situação. No entanto com os três zagueiros atuais, oremos. Não podemos saber como será cada jogo. A conferir. Parte da torcida queria a saída dele, nas redes sociais, porque não vinha jogando bem e achou que o Vasco fez um bom negócio. Vai entender nossa torcida.

Por último, com tudo isso, o Vasco ainda ficará com um percentual do passe do zagueiro, com direito a um percentual como clube formador em caso de venda para o exterior por parte do Palmeiras. Mas o Palmeiras, em caso de valorização do zagueiro, lucrará muito mais. Mas a sensação que se tem é de que foi feito um mau negócio. Não sei o que Luan pensou quanto a negociação, pois lá ele irá compor elenco. Lá tem uma zaga titular com Mina e Vitor Hugo. E hoje, dificilmente há chance de um desses zagueiros ser reserva. E ainda tem Edu Dracena que foi titular nos últimos três jogos, talvez até barrando Vitor Hugo. O fato é que Luan chega para ser reserva do reserva lá. Então irá jogar muito pouco, portanto aparecerá muito pouco. Será que pensou nisso na hora da transferência ? Ou pensou de repente que no futuro, daqui a uns dois, três anos consiga ser titular e hoje ganhe títulos como reserva ? Aqui no Vasco continuaria como titular e apareceria mais e lucraria mais tecnicamente com uma venda futura melhor para ele e para o clube. Não sabemos o que Luan Garcia pensou na hora da negociação. Boa sorte Luan, agora temos que nos preocupar com o nosso. Obrigado pelos bons serviços, prestados à instituição Vasco da Gama. A página está virada.

Posted By Ricardo Fortes

2 Comments

M.Medeiros

Ricardo Fortes, Luan é um péssimo zagueiro. Não tem impulsão, é fraco na na saída com a bola, passa mau e não tem censo de recuperação. Deixa muito a desejar. Por tanto, acho
que foi um grande negocio para o clube.A nova dupla de zaga(Rafael Marques e Jomar),não
não é a esperada cereja do bolo, porem, vem apresentado uma boa produção, coisa que a
antiga não conseguia.

Ricardo Fortes

Caro Miguel,

Obrigado pelo comentário. Mas nessa, permita-me a discordância: poucos sabem, mas Luan quando subiu, jogou de lateral-direito contra o Figueirense em 2012. E fez gol. Ele chegou a fazer jogadas em que ele driblou dois adversários seguidos. Ele não vinha bem nos últimos jogos, mas é bom jogador, tem técnica. Parece que tem o Ricardo Graça vindo da base, que é canhoto. E vi o jogo em que ele atuou nos profissionais. Pareceu ser bom tecnicamente. É claro que há vida sem Luan. Ninguém é insubstituível.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *