A vaga na Sul Americana e a foto desnecessária

Depois da tremenda polêmica causada pela foto de um grupo de 7 jogadores, incomodados com as vaias da torcida cruzmaltina, enfim uma atuação convincente como há muito não se via e sem tomar gols.  O Vasco foi ao Chile meio que em frangalhos, por conta da até então pior campanha na Liberta nos últimos 35 anos.  Porém, atuamos equilibrados na defesa, desferimos bons ataques e a vitória por 2 a 0 diz tudo.  Despachamos a LaU e entraremos nas oitavas de final da Copa Sul Americana. Parece ser um prêmio de consolação, mas embolsamos 1,1 milhões de reais e embolsaremos até 15 milhões, caso consigamos o título.  E além disso, conquistaremos a vaga direta na Liberta no ano que vem, se ganharmos a Sul Americana. Vamos projetar isso, já que na Copa da Brasil será difícil seguirmos.

O jogo ontem não foi bom do ponto de vista técnico, afinal a Universidad de Chile também passa por momentos delicados em seu campeonato e está sem técnico.  Sendo assim, montou seu time como podia, com 3 zagueiros.  A equipe cruzmaltina soube se aproveitar do mau momento da equipe chilena.  Nos primeiros 14 minutos, as duas equipes não criaram nenhuma chance concreta de gol. E aos 15, em sua primeira investida, o Vasco marcou o seu primeiro gol: jogada começa com Bruno Silva, que toca para Wagner que corre pela ponta esquerda e toca para Andrés Rios que bate para o gol; o goleiro rebate e a bola sobra para Bruno Silva, que começou e acompanhou toda a trama, empurrar para a rede da LaU e fazer 1 a 0 para os cruzmaltinos. Após o gol, o Vasco consolidou ainda mais sua estratégia de jogar fechado e ir de boa no contra-ataque; com isso trouxe LaU para seu campo e LaU teve duas boas chances: uma com Pinilla que chutou de longe para boa defesa de Martin Silva e outra com Rafael Vaz, em chute forte de canhota para outra boa defesa de Martin Silva.

No segundo tempo, o jogo ficou mais amarrado e o Vasco se fechou ainda mais.  A defesa teve uma atuação muito segura ontem.  Com Breno na zaga, realmente nossa defesa muda da água para o vinho.  Porém sofremos bastante pelo lado direito da nossa defesa com o  atacante Sotello, que levou vantagem na maior parte do tempo sobre Rafael Galhardo e criou lances perigosos por esse lado.  Mesmo assim, LaU foi pouco contundente e nos assustou em outro chute de fora de Pinilla e outra grande defesa de Martin Silva.  O Vasco deu duas estocadas no segundo tempo: uma aos 15 minutos em um chute forte de Wagner que bateu na rede pelo lado de fora. E aos 36 minutos, o golpe final: Martin Silva dá um balão preciso na direção de Pikachu: a bola quica, engana o  zagueiro Jara e Pikachu toca de cabeça por cima do goleiro que sai atabalhoadamente no meio de caminho e a bola entra mansamente no gol.  2 a 0 e fatura liquidada.  Vasco classificado para a Sul Americana.

Foi uma vitória que serviu para trazer novamente a confiança para o nosso lado.  As boas atuações defensivas ontem contra LaU e contra os mulambos no sábado são um sinal de que podemos voltar a ser o time do ano passado que se fechava bem e contra-atacava com segurança.  A volta de Breno mudou consideravelmente isso.  Uma pena que contra o Bahia domingo, ele não estará em campo.  Provavelmente passaremos apuros novamente. Mas que ao menos, essa classificação  nos traga alguma paz para que possamos prosseguir bem nas competições que se seguirão. E que essa polêmica da foto não repita mais. Não precisamos de atitudes imaturas e desnecessárias como essa.