A série A e a Copa do Brasil sub 20

Por essas três semanas em que o Vasco está apenas a se preparar para o Brasileiro Série A que começará domingo contra o atual campeão Palmeiras, temos visto MM testar alguns esquemas e chegou a conclusão de que, para a estreia o melhor é o 3-6-1. Possivelmente para perder de pouco ou arrancar um empate, sabe-se lá. Porém, MM decidiu arriscar uma de popstar e resolveu aparecer na final Fla-Flu do carioqueta 2017. E lá no setor Maracanã Mais, fez a festa dos mulambos presentes, tirando foto com os caras. Bom, houve uma certa polêmica com parte da torcida que simplesmente detonou MM nas redes sociais, sugerindo até demissão. Porém MM estava lá para observar dois adversários e um deles, os flores já nos enfrentarão pela terceira rodada. Logo, nada mais lógico do que MM ver in loco um adversário que já irá nos encarar daqui a umas três semanas. Muito mimimi para pouca razão, a verdade é essa.

Mas e nosso time ? Ao analisarmos o último jogo, em que tomamos uma chinelada de 3 a 0 do Fluminense, já tiramos algumas conclusões óbvias. E uma delas é a de que precisamos de mais contratações. Pelo menos dois zagueiros, pois temos três que não valem um decente. E um meia de criação, Nenê nunca foi esse jogador. Nenê sempre foi ponta esquerda. E assim jogou a carreira quase toda, sendo que na França, jogou de ponta-direita. Além disso, precisamos de um atacante também. Lateral esquerdo ? Henrique vem dando conta do recado, de repente podemos retornar o Alan Cardoso para disputar a posição com ele. Tratam-se de dois jogadores novos e bons. Embora parte da torcida reclame do Henrique, ele vem correspondendo bem. Com essa zaga que temos e do outro lado, com Cuca no banco de reservas, melhor é rezarmos para não tomarmos um saco de gols. Afinal, tomamos de 3 da última vez. Oremos.

Já o nosso time sub 20 vem fazendo bonito. Eliminou duas das melhores escolas de sub 20 no Brasil: o Vitória da Bahia e o atual campeão São Paulo. E foram duas vitórias categóricas. Os grandes destaques têm sido Paulo Vítor, Andrey, Bruno Cosendey, Ricardo Graça e Mateus Vital. E não por acaso, eles mais o lateral Alan Cardoso foram recrutados por MM para fazerem parte do elenco cruzmaltino para o Brasileiro. Se conseguirão contribuir para nossa equipe, não saberemos; entretanto com a falta de dinheiro, resultante da brilhante administração Miranda, provavelmente será a saída para nós. Arriscado ? Talvez. Mas muitas vezes, a base é a saída para se formar bons times. Se formos voltar no tempo, o time bicampeão 87/88 tinha Bismarck, Romario, Mazinho , MM e Lira. Exatamente, MM era lateral direito reserva em 1987. E em 1997, tínhamos Carlos Germano, Maricá, Felipe e Edmundo. Em 1994, Carlos Germano, Pimentel, Tinho, Alex Pinho, Leandro Ávila, Valdir e Jardel. E Hernande no banco. E em 1977, tínhamos Mazaropi, Wilsinho e Dinamite como titulares. Ou seja, só aí citamos 4 times campeões com jogadores da base. Então por que não tentar ? E o título na Copa do Brasil sub 20 pode vir. E seria a coroação de uma geração promissora que traga bons frutos para nossa equipe. Se tiver que ser assim, que assim seja.

E o nosso time, fora a base ? Olhando para nosso time que perdeu o último jogo por 3 a 0, reparamos que mudou muito pouca coisa. E nos perguntamos ? Até onde podemos chegar ? À suprema humilhação com um quarto rebaixamento ou ao menos uma participação digna para ficarmos no meio da tabela ? Ano passado, o Botafogo chegou a ficar sete, oito rodadas na zona de rebaixamento. No entanto, o Botafogo trouxe peças certas e o time deu uma guinada para a classificação para a Libertadores. Mas lá se tem um presidente; já do lado de cá…..falar o que ? Hoje a tendência é mais para brigar para não cair. Às armas pois.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 me restam!