A quebra do tabu e a evolução

E quem poderia imaginar que lá no final de maio, o Vasco estaria invicto há 4 jogos. 2 vitórias e 2 empates. 8 pontos em 12 possíveis. 66,67% de aproveitamento. Hoje G4. Parece dificil de acreditar, mas o time hoje está há 4 jogos sem perder. E hoje, quebrou um tabu de quase 2 anos sem vencer fora do Rio, ao derrotar o bravo Goiás por 1 a 0.

Foi um jogo em que o Vasco jogou com correção e soube sofrer. Foi pouco incomodado pela equipe esmeraldina, principalmente no primeiro tempo, em que foi melhor. O Goiás tentou pressionar aos 5 minutos, quando Michael cruzou Tiago Marques chegou mal na bola e ernando Miguel pegou sem sustos. Aos 9, cruzmanto da esquerda e Marrony cabeceou fraco e Tadeu defendeu sem problemas. Aos 17, Tales Magno invadiu a área e colocou a bola no canto esquerdo de Tadeu e este espalmou a escanteio. E aos 20, o gol: jogada pela direita com Raul, que cruza, Pikachu faz o corta-luz e Marcos Junior fica de frente para o gol e faz o único gol da partida. E o Goiás não ameaçou em momento algum. E o Vasco poderia ampliar o marcador, de tal maneira que trocava mais passes e impedia o Goiás de ameaçar sua meta.

No segundo tempo, com a intensidade do domínio no primeiro, o Vasco caiu um pouco e permitiu ao Goiás fazer uma certa pressão. Mas tal pressão não foi o bastante para vazar a meta cruzmaltina. A não ser um bom chute de Michael aos 25 e uma cabeçada de Rafael Moura aos 38, em uma saída em falso de Fernando Miguel, o esmeraldino pouco fez para ao menos empatar o jogo. E nos acrcéscimos, aos 48, Cáceres fez boa jogada, cortou para dentro e chutou para boa defesa de Tadeu. E por aí acabou a partida.

Com a vitória hoje, o Vasco ultrapassou o Fortaleza e passou para o décimo quarto lugar. Como amanhã o Fortaleza joga contra o CSA EM Maceió, é provável um empate amanhã. E com isso, segue a evolução cruzmaltina. Sábado, teremos uma prova dessa e volução ao enfrentarmos os urubus em BSB. Para esta partida, é jogar fechado, no erro deles. E que a sorte esteja do lado cruzmaltino. Amém.